Reprodução

Tiago Marques | Agência Sertão

Já está no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o processo de registro de candidatura do ex-prefeito de Guanambi Charles Fernandes. O candidato a deputado federal nas últimas eleições obteve 74.166 votos e ficou na primeira suplência da coligação Frente do Trabalho por toda a Bahia.

O TSE vai analisar o recurso da Coligação Unidos para mudar a Bahia contra o deferimento da candidatura de Charles no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). O ex-prefeito teve sua candidatura autorizada pelo TRE-BA, no entanto foi julgado inelegível por oito anos uma semana após o registro da candidatura, por ter cometido abuso de poder político nas eleições de 2016, quando trabalhou para eleger seu sucessor Jairo Magalhães.

Colabore

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e ganhe recompensas exclusivas, saiba mais!

O recurso contra o registro de candidatura já possui parecer da Procuradoria Eleitoral, representada pelo Ministério Público Eleitoral. O vice-procurador eleitoral Humberto Jacques de Medeiros se manifestou pelo provimento do recurso, com o consequente indeferimento do registro de candidatura de Charles. Caso o TSE acate o recurso e o parecer, os votos do candidato serão anulados e um novo calculo do coeficiente eleitoral será necessário.

O processo que tornou Charles Fernandes inelegível ainda continua no TRE-BA, os recursos já foram interpostos e em breve deve subir para o TSE. O então candidato chegou a conseguir uma Tutela de Urgência suspendendo o efeito da condenação, no entanto, após reavaliar os fatos, o Juiz Diego Castro, a revogou, mantendo os efeitos da inelegibilidade.

 

Deixe uma resposta