Reprodução
Anúncio

Tiago Marques | Agência Sertão

O Flamengo de Guanambi deve voltar aos gramados em 2019 para a disputa do Campeonato Baiano da série B. O clube formalizou uma parceria nesta quinta-feira (19) para viabilizar a participação na competição.

Entre os nomes que deverão compor o elenco esta o de Fábio Paim, jogador de nacionalidade portuguesa que já foi comparado a Cristiano Ronaldo. Em 2003, Ronaldo disse que Paim era melhor do que ele ao se apresentar ao Manchester United. “Se acham que sou bom, esperem para ver Fábio Paim”, disse o astro do futebol.

Paim foi formado no Sporting na mesma época em que CR7. Seu início de carreira foi promissor e ele defendeu a seleção portuguesa na Eurocopa sub-17. Após sair do Sporting, Paim jogou pelo Trofense, Paços Ferreira, Real, entre outros clubes portugueses.  Ele tamb-em teve uma passagem na Inglaterra pelo Chelsea, mas não conseguiu adaptação. Depois foi para Angola onde defendeu o 1º de Agosto e o Benfica Luanda. Jogou também pelo Al Kharaitiyat do Catar, pelo Shenzhen FC da China, pelo Mosta de Malta, Pelo Nevezis da Lituânia, pelo Union de Luxemburgo.

Em 2017, Paim voltou a Portugal e defendeu o SIntra Football e no mesmo ano disputou a quarta divisão do campeonato carioca pelo Paraíba do Sul. Antes de assinar pelo Flamengo de Guanambi, Paim passou no Leixões B de Portugal.

Em entrevista concedida ao Globo Esporte em 2017, Paim disse que faltou força de vontade de ganhar para ter tido uma carreira de sucesso. “O Cristiano Ronaldo é de outro mundo atualmente, não pode haver comparação. No passado, sim. Se calhar, eu até tinha mais condições que ele. Mas não tinha o que ele tem, que é a força, a vontade de ganhar, de ser aquilo que você quer ser. Porque ele é um jogador muito trabalhador, e eu não tinha isso. Eu tinha a qualidade, se calhar até mais que ele, mas não tinha o resto. Preferia ter muito menos qualidade e ter a outra parte, aí sim, poderia ser um dos melhores do mundo. Mas ninguém nasce perfeito. Achei que só com o talento chegaria [ao topo], mas não”, admitiu.

Anúncio

Deixe uma resposta