A loja física É com rede está completando um ano. Localizada na rua Primeiro de Maio, nº 133, no centro de Guanambi, a É com rende reúne produtos da agricultura familiar e da economia solidária dos empreendimentos assistidos pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) da Bahia, por meio do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Baiano (Idsb) e do Cesol Sertão Produtivo.

Quando foi inaugurada, no ano passado, a loja oferecia produtos de 48 empreendimentos. Número que aumentou, desde então. Hoje, 70 empreendimentos tem seus produtos expostos na É com rede.

“Nós já aumentamos cerca de 50% nosso valor comercializado desde que a loja abriu e a gente quer chegar em 100%. (…) A expectativa é que possamos aperfeiçoar aqueles produtos que precisam ser melhorados e que possamos inserir outros produtos, para que mais empreendimentos possam ter acesso a esse espaço de comercialização”. (Leiliane Aranha, Coordenadora Geral do Cesol Sertão Produtivo).

Além de oferecer essa oportunidade, o Cesol assessora os empreendimentos, fazendo o acompanhamento e levando os produtos a diversos municípios.

“O Cesol tem proporcionado a participação dos empreendimentos em vários eventos, seminários, feiras, expondo os produtos, comercializando, dando visibilidade que é o principal objetivo da rede” destaca a coordenadora Leiliane.

“Os técnicos e os produtores estão de parabéns, principalmente aqueles que levam a proposta de unidade, de uma visão nova, produzindo de forma associativa, que respeitam a relação entre as pessoas, estabelecendo e garantindo a sustentabilidade das comunidades e do espaço onde eles vivem”. (Eduardo Moraes, presidente do IDSB, Instituto que administra o Cesol Sertão Produtivo).

A propagação desse modelo de economia justa e solidária e o alcance dos objetivos tendem a ser ainda maiores com o uso da internet como ferramenta. A loja virtual está sendo aperfeiçoada para atender ao público de outras cidades, regiões, estados e por quê não , países?!

“E não vai ficar por aí, vamos continuar inovando para proporcionar aos produtores vender ainda mais e fazer com que seus produtos cheguem ainda mais longe” ( Eduardo).

Via Ascom IDSB