Exposição de jogos e consoles antigos, mostra de produtos nerd/geek, dentre outras atividades que integram os “gamers” de várias gerações. Esse foi o ambiente encontrado por quem passava pela Quadra Poliesportiva Mosquito, no campus São Sebastião, do Centro Universitário – UniFG, durante esta terça-feira (19) e quarta-feira (20).

A respectiva programação é a Expogames UniFG 2019 – Exposição de Jogos e Consoles antigos realizado pela Coordenação de Eventos Esportivos, em parceria com os colegiados de Gestão da Tecnologia da Informação (GTI), Ciências Contábeis, Educação Física e Administração.

Nascida em 2013 como ExpoJogos, dentro das atividade da disciplina Jogos Empresariais, do curso de Administração, a segunda edição do ExpoGames proporcionou torneios de FIFA, CS GO, Free Fire, League Of Legends e de simuladores de corrida.

O Professor João Wilker, idealizador do evento, pontuou que a partir da experiência com a ExpoGames os estudantes da UniFG serão selecionados para competições universitárias. “Lembrando que os Jogos Universitários da Bahia e os Jogos Universitários Brasileiro já aceitam jogos online. Diante disso, nós já estamos montando o nosso time de League Of Legends. Essa equipe já vai competir na próxima edição dos Jogos Universitários da Bahia e consequentemente, se classificarmos, disputaremos o Brasileiro”.

As atividades foram abertas para o público em geral, membros ou não da comunidade universitária. “Nosso público foi bem variado, nós fomos em busca das escolas, para mostrarmos que existem essas competições, que existe esses jogos, e esse ano acredito que todas as turmas convidadas visitaram o nosso evento”, comemorou João Wilker.

Ainda de acordo com Wilker a idéia da ExpoGames esse ano foi um pouco mais ampla, com dois dias de atividades e mais jogos, possibilitando assim alcançar outros públicos. “O objetivo foi ampliar a capacidade de receber pessoas e proporcionar aos participantes mais tempo para jogar. A expectativa desse ano foi superada porque inserimos uma ilha a mais, com dois jogos novos – League Of Legends e Free Fire. Então, em todo momento, nós conseguimos abarcar um pouco das pessoas que jogam em consoles que são os games antigos, pessoas que jogam no próprio celular e a galera que joga nas ilhas, especificamente montadas para combates”, avalia.

Além do entretenimento, a ExpoGames proporcionou didáticas diversificadas para o aprendizado dos estudantes. “Como a área que eu estudo já favorece bastante e fora da faculdade eu trabalho com sistemas, instalações, máquinas e etc, a exposição de games está sendo bastante importante porque é uma forma diferente de lidar com a minha área de atuação”, explica Laizon Matos, estudante de GTI da UniFG.