Policial

HRG tem nova empresa para fornecimento de alimentos

Publicado por
Joana Martins
Compartilhado

Após muitas denúncias e polêmicas, a empresa Matéria Prima Comercial de Alimentação Eireli- EPP, antiga responsável pelo fornecimentos de alimentos do Hospital Regional de Guanambi foi alterada. A nova empresa, GJR Comercio e Representações começou a fornecer os alimentos para os funcionários e pacientes já no dia 30 de dezembro de 2019.

A GJR Comércio e Representações agora terá o contrato de prestação dos serviços alimentícios do Hospital Regional de Guanambi, por tempo não divulgado pela direção. 

Em outubro de 2019, funcionários e ex-funcionários fizeram denúncias à direção do Hospital Regional e a imprensa local sobre a redução dos alimentos que eram servidos aos pacientes comprometendo o restabelecimento dos enfermos, bem como o distrato que os funcionários do Hospital recebiam, chegando a ficar sem alimentar nas refeições principais para contenção de despesas da empresa Matéria Prima. 

Em fevereiro do mesmo ano, vários vídeos divulgados nas redes sociais, mostraram a acompanhante de um paciente do Hospital Regional de Guanambi denunciando irregularidades na alimentação da unidade de saúde. Nos vídeos, a acompanhante afirmava que estava sendo servido pão morfado para os pacientes e acompanhantes.

A Vigilância Sanitária de Guanambi, interditou a cozinha e o refeitório do Hospital Regional de Guanambi (HRG), no dia 22 de novembro de 2019. Antes da intervenção, várias denúncias de irregularidades foram realizadas pelos pacientes e acompanhantes do hospital, além de notificações da direção do HRG.

A prestação dos serviços referente a cozinha era de responsabilidade da empresa terceirizada Matéria Prima Comercial de Alimentação Eireli- EPP, a qual presta serviços direto para a Secretaria de Saúde do Estado.

De acordo com informações do HRG, a direção já havia recebido notificação anterior da Vigilância Sanitária de Guanambi, no entanto, em acordo de ambas as partes, foi decidido que daria um prazo para a empresa terceirizada adequar as recomendações, só que isso não aconteceu.

Conforme pacientes e funcionários, a alimentação está sendo servida no horário e adequadamente, até o momento. A direção do Hospital afirmou que vai permanecer fiscalizando as atividades da empresa prestadora dos serviços alimentícios da unidade, para que seja mantido a qualidade e responsabilidade para com os pacientes e funcionários.

Joana Martins
Publicado por
Joana Martins

Notícias recentes

Movimento no Aeroporto de Guanambi subiu 25% em maio

Maio foi o mês com maior movimento no Aeroporto Municipal Isaac Moura Rocha, em Guanambi.…

Nova etiqueta do Inmetro para geladeiras fará previsão de gasto na conta de energia

A partir desta sexta-feira, 1º, todos os refrigeradores que chegarem ao comércio brasileiro, fabricados nacionalmente…

Vice-prefeito Nal Azevedo deve assumir Secretaria de Governo da Prefeitura de Guanambi

O vice-prefeito Nal Azevedo (União) será nomeado secretário municipal de Governo pelo prefeito Nilo Coelho…

Jornada On-line sobre Alfabetização será realizada pela Uesb

A Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) realizará, nos dias 8, 9 e 10…

Baiana Ana Marcela Cunha se torna pentacampeã mundial de natação em águas abertas

A baiana Ana Marcela Jesus Soares da Cunha terminou nesta quinta-feira, 30, sua participação no…

Uesb prorroga inscrições de curso de graduação e pós-graduação na modalidade Ead

A Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) divulgou os editais de prorrogação das inscrições…