Início Destaques Coelba flagrou furto de energia em fazendas de algodão e soja no...

Coelba flagrou furto de energia em fazendas de algodão e soja no Oeste da Bahia

Operação Coelba
Divulgação | Coelba

A Coelba identificou e desativou mais de 20 irregularidades e cinco fraudes em fazendas produtoras de algodão e soja e em estabelecimentos comerciais no município de São Desidério, no Oeste da Baia. Os flagrantes foram registrados durante um operação de combate ao furto de energia na região.

Segundo a Coelba, a energia furtada pelas unidades totaliza 10 milhões de quilowatts-hora, quantitativo suficiente para abastecer o município de Correntina por dois meses. A energia desviada foi recuperada pela Coelba através da cobrança dos clientes autuados.

A operação realizada na área rural e urbana, contou com mais de 15 técnicos da concessionária que ao todo inspecionaram 92 unidades consumidoras, entre os dias 28 e 30 de janeiro. Os alvos desta operação foram mapeados através de análises nos softwares da concessionária e sensores inteligentes que controlam o fluxo de energia elétrica em suas redes de distribuição.

A empesa infomrou que nas unidades inspecionadas, foram retirados desvios de energia utilizados para manipular a medição, à revelia da distribuidora. As irregularidades encontradas representavam, também, um risco a segurança da população local, uma vez que as ligações clandestinas foram feitas fora dos padrões técnicos e com fiações expostas.

A concessionária ressalta que o furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro e a pena para o responsável pela prática ilegal pode chegar a oito anos de reclusão.

Como denunciar 

A Coelba reforça a importância da denúncia de fraudes e furtos de energia. O apoio da comunidade é essencial para identificar os desvios e acionar a distribuidora. As denúncias são feitas de forma anônima através do telefone 116 ou pelo site www.coelba.com.br, na parte de Serviços, na aba Denúncia de Irregularidade.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Sair da versão mobile