Bahia

Projeto garante escolha entre parto normal ou cesárea pelo SUS na Bahia

Publicado por
Joana Martins
Compartilhado

Projeto de Lei garante à gestante a possibilidade de optar pelo parto cesariano, a partir da 39ª semana de gestação, bem como a analgesia, mesmo quando escolhido o parto normal. O Projeto de Lei  24.200/2012 é é da deputada Ivana Bastos (PSD) e foi apresentado e publicado no Diário Oficial da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), nesta segunda-feira (7).

“Trata-se, ao nosso ver, de medida singela e básica de respeito a intimidade da mulher e de sua autonomia individual. De conferir, portanto, à gestante, o direito de, bem orientada pelo médico que a acompanha, escolher a via de parto de sua preferência, sendo certo que as intercorrências havidas no momento do parto serão levadas em consideração para, eventualmente, adotar-se um caminho diverso daquele, a princípio, almejado”, explica a parlamentar, na justificativa à proposição.

De acordo com o Art. 1º, a parturiente tem direito à cesariana eletiva, devendo ser respeitada em sua autonomia. Só será realizada a partir de 39 semanas de gestação, após ter a parturiente sido conscientizada e informada acerca dos benefícios do parto normal e riscos de sucessivas cesarianas. E na eventualidade de a opção da parturiente pela cesariana não ser observada, ficará o médico obrigado a registrar as razões em prontuário.

O Art. 2º garante que a parturiente, ao optar ter seu filho por parto normal, apresentando condições clínicas para tanto, também deve ser respeitada e terá direito a analgesia.

A proposição também prevê que será afixada, em maternidades, hospitais que funcionam como maternidades e instituições afins, uma placa com os seguintes dizeres: “Constitui direito da parturiente escolher a via de parto, normal ou cesariana, a partir da trigésima nona semana de gestação”.

Por fim, o projeto garante que o médico, divergindo da opção feita pela parturiente, poderá encaminhá-la para outro profissional, desde que as vidas da mãe e do feto não estejam em risco respeitando assim o juramento da integridade a vida.

No projeto a deputada lembra que, em 2016, por meio da Resolução nº 2.144, o Conselho Federal de Medicina passou a prever de forma expressa que o médico pode, sim, atender ao desejo de sua paciente e realizar a cesariana, desde que a gestação esteja com, no mínimo, 39 semanas.

“Tal resolução vem coroar o princípio da autonomia da paciente, bem como o princípio da não maleficência, uma vez que exige a maturidade do concepto e permite a diminuição dos riscos de um parto normal. O problema é que, na rede pública, essa resolução não é observada, ficando as mulheres submetidas à verdadeira tortura, uma vez que não querem passar pelas dores e pelos riscos de um parto normal, mas não lhes é dada opção. Ademais, como já dito, surpreende saber que até mesmo a analgesia lhes é negada”, diz a legisladora.

Ela afirma, ainda, que a proposição está em conformidade com a normativa ética da medicina e enfatiza que o médico pode, tal qual a paciente, exercer sua autonomia. “Trata-se de um projeto umbilicalmente atrelado ao respeito aos direitos fundamentais”, conclui.

O projeto ainda será votado pelo plenário da ALBA e caso seja aprovado, segue para ser sancionado pelo governador.

Joana Martins
Publicado por
Joana Martins
Tag AlbaBahia

Notícias recentes

Caminhão carregado com carvão pegou fogo em Guanambi

Bombeiros militares e agentes da Brigada Voluntária de Incêndio da Superintendência Municipal de Trânsito (SMTran)…

Inmet alerta para risco de tempestades severas em toda a Bahia, Sergipe, Tocantins e outros estados

O O Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América…

Motociclista morreu após colidir contra carro na zona rural de Caetité

Um jovem de 24 anos morreu após um grave acidente na noite de sexta-feira (26),…

Preço da gasolina segue próximo a R$ 7 em Vitória da Conquista

O preço da gasolina segue estável em Vitória da Conquista, muito próximo ao valor de…

Três homens foram presos com maconha, cocaína e ecstasy em Guanambi

Três homens foram presos na noite desta sexta-feira (26) em uma ação da Companhia de…

Semáforos foram instalados no cruzamento entre Olívia Flores e Luís Eduardo Magalhães em Vitória da Conquista

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) de Vitória da Conquista concluiu, nesta sexta-feira (26),…