Guanambi e Região

Parque eólico de quase meio bilhão de reais entra em operação em Pindaí

Publicado por
Tiago Marques
Compartilhado

Um parque eólico com capacidade de gerar 79,9 MW de energia entrou em operação esta semana no município de Pindaí, na Bahia. São 34 aerogeradores de 2,35 MW cada, instalados ao longo de 17 quilômetros de extensão. O empreendimento é da Tradener, uma das maiores comercializadoras independentes de energia elétrica e gás natural do país

De acordo a empresa, todas as turbinas estão em operação, 10 delas estão em período de testes, aguardando a licença de operação para início da operação comercial. O empreendimento recebeu investimentos de R$ 470 milhões.

O parque eólico tem média estimada de geração de 38 MW de energia. Durante a execução das obras foram gerados mais de 500 postos de trabalho diretos, além de outros 300 indiretos, na região de Pindaí e Guanambi.

Toda a energia gerada pelo parque eólico está sendo comercializada pela Tradener, no atendimento de grandes consumidores no Mercado Livre de Energia. “Esse parque é mais uma solução que propicia aos consumidores atendidos pela Tradener a oportunidade de aquisição de energia limpa e renovável, além de promover segurança no abastecimento de energia e possibilidade de certificação em um futuro muito próximo”, diz comunicado da empresa.

O empreendimento construído em parceria com a Wobben, contou com investimentos de R$ 470 milhões na implantação, com parte financiada pelo Banco do Nordeste (BNB). Esse parque eólico é o primeiro construído pela Tradener em parceria com a Wobben, fabricante alemã de aerogeradores, que utiliza tecnologia que dispensa o gearbox (caixa de engrenagens), mais segura e mais confiável.

A Trandener é uma das maiores comercializadoras independentes de energia elétrica e gás natural do país, com foco nos consumidores livres de energia elétrica e produtores independentes. Pioneira no segmento desde 1998, foi a primeira empresa do Brasil autorizada pela Aneel a comercializar energia com consumidores livres e geradores no ambiente de contratação livre. Com investimentos em geração renovável, a companhia está no ranking das maiores e melhores empresas do Brasil.

Bahia

A Bahia está na liderança nacional na geração de energia eólica e ocupa o segundo lugar no ranking dos cinco principais Estados em geração de energia solar no país, em abril de 2021. Os dados constam do Informe Executivo de Energias Renováveis da SDE. Do mês de junho. Juntas, as fontes de energias renováveis deverão investir cerca de R$ 30,9 bilhões no território baiano.
O Estado ultrapassou a marca de 200 parques eólicos em operação, que tem 4.974 Megawatt (MW) de capacidade instalada, geração de 1.402 Gigawatt-hora (GWh) por mês e capacidade para abastecer cerca de 11 milhões de residências, favorecendo 35 milhões de pessoas.

Tiago Marques
Publicado por
Tiago Marques

Notícias recentes

Identificado empresário que morreu afogado em reservatório de água em Vitória da Conquista

Foi identificado o empresário de 49 anos vítima de afogamento na noite desta quarta-feira (19),…

Dois afogamentos foram registrados em Vitória da Conquista nesta quarta-feira

Um homem de 34 e outro de 49 morreram afogados em Vitória da Conquista nesta…

Justiça determinou que barraca de baiana do acarajé retorne seu local de origem em Caetité

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) determinou, por meio de uma Tutela Cautelar de…

FIB 2022 confirma shows de Alok, Dilsinho e Paralamas do Sucesso em Vitória da Conquista

A organização do Festival de Inverno Bahia (FIB 2022) anunciou mais três atrações do evento,…

Comportas da Usina da Pedra foram fechadas em Jequié

Com a diminuição das  chuvas na Bacia Hidrográfica do Contas, a Companhia Hidro Elétrica do…