Início Política Administração Pública População de Luís Eduardo Magalhães cresceu mais de 50% em 11 anos,...

População de Luís Eduardo Magalhães cresceu mais de 50% em 11 anos, estima IBGE

População de Luís Eduardo Magalhães
(Foto: Augusto Isensee / divulgação)

O jovem município de Luís Eduardo Magalhães possui uma das maiores taxas de crescimento populacional do país, chegando à população estimada de 92.671 habitantes de acordo com a estimativa populacional 2021, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta sexta-feira (27).

Em relação a 2020, o aumento foi de 2,78%, o que corresponde a 2.509 moradores a mais do que os 90.162 estimados há doze meses. Em relação ao último Censo Demográfico, realizado em 2010, quando o município tinha 60.105 habitantes, o aumento é de 54,18%. Neste período, a cidade passou da 34ª para a 19ª colocação entre as mais populosas da Bahia.

População de Luís Eduardo Magalhães: 92.671 habitantes (IBGE/2021)

O povoado de Mimoso do Oeste, onde hoje é s cidade, foi fundado em 1982. Em 1997, foi elevado à categoria de distrito de Barreiras e emancipado em 2000, quando tinha 18.541 habitantes. Em 21 anos como cidade, a população de Luís Eduardo Magalhães cresceu exatamente cinco vezes.

Com área territorial de 3.940,5 quilômetros quadrados, a cidade é considerada uma das agrocapitais brasileiras, ao lado de vizinhas com Barreiras e São Desidério. A região, pertencente à Matopiba, é grande produtora de grãos e o o agronegócio é o principal motor econômico.

Em termos percentuais, apenas Brotas de Macaúbas teve aumento populacional maior do que Luís Eduardo Magalhães em 2021. A população estimada do município passou de 10.030 para 10.705 habitantes, diferença de 575 moradores, ou 5,68%.

Entre os municípios mais populosos do Estado, Camaçari, Dias d’Ávila e Lauro de Freitas também tiveram crescimento expressivo de 1,61%, 1,54% e 1,5% respectivamente.

Municípios baianos com taxa de crescimento maior que 1% entre 2020 e 2021

Posição Município 2020 2021 % Diferença
321º Brotas de Macaúbas 10.130 10.705 5,68% 575
19º Luís Eduardo Magalhães 90.162 92.671 2,78% 2.509
Camaçari 304.302 309.208 1,61% 4.906
22º Dias d’Ávila 82.432 83.705 1,54% 1.273
Lauro de Freitas 201.635 204.669 1,50% 3.034
152º Madre de Deus 21.432 21.754 1,50% 322
81º São Desidério 34.266 34.764 1,45% 498
187º Cairu 18.427 18.666 1,30% 239
102º Itacaré 28.684 29.051 1,28% 367
13º Porto Seguro 150.658 152.529 1,24% 1.871
164º Abaré 20.347 20.594 1,21% 247
228º Salinas da Margarida 15.862 16.047 1,17% 185
Teixeira de Freitas 162.438 164.290 1,14% 1.852
59º Mucuri 42.251 42.729 1,13% 478
343º Rodelas 9.442 9.548 1,12% 106
49º Mata de São João 47.126 47.643 1,10% 517
101º Valente 28.800 29.111 1,08% 311
67º Pojuca 39.972 40.401 1,07% 429
57º Vera Cruz 43.716 44.185 1,07% 469
288º Novo Horizonte 12.522 12.653 1,05% 131
66º São Francisco do Conde 40.245 40.664 1,04% 419
173º Ibicoara 19.786 19.990 1,03% 204

 

Dos 417 municípios baianos, 151 tiveram redução populacional, destes, apenas oito tem mais de 30 mil habitantes. O maior deles é Ilhéus, no litoral sul, o décimo mais populoso da Bahia. O município litorâneo tinha 162.327 habitantes em 2019, passando para 159.923 em 2020, e agora tem 157.639. A queda em um ano é de 1,43% e no acumulado dos dois últimos anos 2,89%.

O município de Maetinga, o menos populoso do Estado com 2.386 em 2021, perdeu 378 habitantes, o que equivale a queda de -13,68% em relação a 2020. (veja a tabela completa dos municípios baianos)

Municípios da Bahia que mais perderam habitantes em 2021

Posição Município 2020 2021 % Diferença
417º Maetinga 2.764 2.386 -13,68% -378
407º Ribeirão do Largo 5.343 4.896 -8,37% -447
278º Barra do Mendes 13.833 13.128 -5,10% -705
389º Potiraguá 6.916 6.623 -4,24% -293
393º Guajeru 6.646 6.371 -4,14% -275
395º Caatiba 6.488 6.232 -3,95% -256
379º Iramaia 8.197 7.874 -3,94% -323
398º Jussiape 5.976 5.777 -3,33% -199
231º Encruzilhada 16.446 15.914 -3,23% -532
328º Jitaúna 10.808 10.470 -3,13% -338
344º Sítio do Quinto 9.701 9.431 -2,78% -270
256º Ibirataia 14.882 14.476 -2,73% -406
371º Itapé 8.526 8.300 -2,65% -226
226º Coaraci 16.549 16.128 -2,54% -421
405º Barro Preto 5.448 5.312 -2,50% -136
301º Boa Nova 12.329 12.039 -2,35% -290
195º Una 18.544 18.108 -2,35% -436
372º Mirante 8.447 8.264 -2,17% -183
335º Piripá 10.475 10.253 -2,12% -222
174º Maracás 20.393 19.973 -2,06% -420
357º Ibiassucê 9.031 8.849 -2,02% -182
316º Aurelino Leal 11.299 11.079 -1,95% -220
329º Mulungu do Morro 10.673 10.469 -1,91% -204
387º Gongogi 6.985 6.852 -1,90% -133
361º Mucugê 8.889 8.725 -1,84% -164
156º Anagé 21.607 21.229 -1,75% -378
406º Almadina 5.366 5.273 -1,73% -93
403º Barra do Rocha 5.612 5.515 -1,73% -97
332º Dário Meira 10.525 10.347 -1,69% -178
364º Caraíbas 8.801 8.659 -1,61% -142
355º Caém 9.058 8.912 -1,61% -146
356º Jucuruçu 8.988 8.856 -1,47% -132
10º Ilhéus 159.923 157.639 -1,43% -2.284

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Sair da versão mobile