Início Destaques Meteorologia prevê calor ainda mais intenso na próxima semana em Guanambi

Meteorologia prevê calor ainda mais intenso na próxima semana em Guanambi

Foto: Agência Sertão

Os últimos dias de inverno e os primeiros da primavera prometem ser de calor intenso em Guanambi. As previsões apontam ainda para tempo bastante seco, com umidade relativa do ar abaixo de 15% durante as próximas tardes.

A mudança de estação acontecerá às 16h21 da próxima quarta-feira (22). Neste dia, os termômetros podem marcar até 38ºC na cidade e em outras cidades da região. No entanto, antes das temperaturas subirem a estes níveis, devem cair um pouco no fim de semana por conta da maior incidência dos ventos alísios, proporcionando madrugadas mais frescas até segunda-feira (20).

As condições de tempo seco e quente são provocados pela atuação do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), uma área onde os ventos nos níveis mais altos da atmosfera giram no sentido horário, fazendo com que o ar seco desses níveis mais altos desçam para a superfície. Dessa forma, o VCAN funciona como uma massa de ar seco para as áreas que estão mais próximas ao seu centro.

Os índices de umidade, as vezes abaixo de 10%, são comuns em Guanambi e em boa parte do semiárido brasileiro antes do início do período chuvoso. Estas condições são similares aos registrados em vários desertos pelo mundo. Há quase um ano, no dia 28 de setembro de 2020, a umidade relativa do ar na cidade chegou a 9%.

Órgãos de saúde não recomendam a realização de atividades físicas com o tempo extremo. Também é necessário redobrar os cuidados com a alimentação e principalmente com a hidratação. Além disso, é preciso ficar atendo aos riscos de incêndios florestais, como o ocorrido na zona rural de Guanambi nesta quarta-feira (15).

As previsões apontam que o início das chuvas mais expressivas deve ocorrer em daqui a 25 ou 40 dias, em meados de outubro. Até que as condições fiquem favoráveis ao início do período chuvoso, o calor ficará bastante intenso em boa parte do Brasil Central, podendo ser registrados novos recordes de calor.

Entretanto, os registros meteorológicos oficiais na cidade estão prejudicados desde abril, devido a uma pane na estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), localizada no Aeroporto Municipal Isac Moura Rocha. O órgão informou que faria a manutenção do equipamento este mês, no entanto, ainda não há uma previsão para que isso ocorra.

O mesmo problema ocorre em Vitória da Conquista e em outras cidades da região Nordeste, que passam por um apagão de dados meteorológicos por conta dos problemas.

 

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Sair da versão mobile