Bahia

Operação da PF contra furtos de envelopes de depósitos prendeu suspeito em Vitória da Conquista

Publicado por
Joana Martins
Compartilhado

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (10), a segunda fase da operação Pesca Urbana, para desarticular organização criminosa especializada em furtos em Terminais de Autoatendimento de agências da Caixa Econômica Federal e de outras instituições financeiras. Somente em 2021, 545 ocorrências vinculadas à organização criminosa foram registradas em unidades da Polícia Federal em todo o Brasil.

Em Vitória da Conquista foi cumprido um mandado de prisão preventiva. Segundo informações obtidas pela Agência Sertão, o alvo foi preso e será encaminhado para o presídio.

No total, são cumpridos 18 mandados de prisão preventiva, 34 mandados de busca e apreensão e medidas assecuratórias para bloqueio de bens nos estados de São Paulo, Bahia, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Sergipe e Espírito Santo. O grupo é investigado pelas unidades da Polícia Federal em Caxias do Sul (RS), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Palmas (TO), Maringá (PR) e Aracaju (SE). As investigações contaram ainda com o apoio da Força-Tarefa de Segurança Publica da Polícia Federal em Uberlândia (MG) e com a colaboração da Superintendência Regional de São Paulo.

As apurações iniciaram em janeiro de 2021, a partir do ataque da organização criminosa a nove agências da Caixa Econômica Federal na Serra Gaúcha, resultando na deflagração da primeira fase da Operação Pesca Urbana em abril.

Após a deflagração da primeira fase da Operação, a organização criminosa prosseguiu com ataques a agências da Caixa Econômica Federal nas regiões da Grande Porto Alegre, do litoral do Rio Grande do Sul e em outros estados da Federação.

A ação de hoje visa à prisão de membros da organização criminosa, a apreensão de novos elementos de provas e de bens adquiridos com o produto dos crimes para ressarcir os prejuízos causados. Até a deflagração de hoje, 49 pessoas envolvidas com a organização criminosa já haviam sido presas em flagrante por furto a agências bancárias em diversos estados brasileiros.

Os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado, organização criminosa e outras práticas criminosas que venham a ser identificadas na sequência das investigações.

Segundo a assessoria da PRF, a  operação foi denominada Pesca Urbana em razão do sistema utilizado pelo grupo criminoso para “fisgar” envelopes com valores depositados em terminais de autoatendimento de agências bancárias.

Joana Martins
Publicado por
Joana Martins

Notícias recentes

Estratégia inovadora, usada pelas grandes marcas, ajuda empresários de Guanambi a fidelizarem clientes e aumentar o faturamento

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em 2019 o…

Duas pessoas morreram após ônibus com destino a Vitória da Conquista se envolver em acidente em Minas Gerais

Mãe e filho morreram no fim da noite desse domingo (23) após o carro no…

Vitória da Conquista realiza vacinação de adultos, adolescentes e crianças nesta terça-feira

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) prossegue com a vacinação contra a Covid-19 no município…

FBF confirma volta do Flamengo de Guanambi à Série B do Campeonato Baiano em 2022

A Federação Bahia de Futebol (FBF) confirmou que o Clube Esportivo Flamengo, de Guanambi, está…

Sobradinho vai manter vazão de 4.000 m³/s no rio São Francisco até 1º de fevereiro

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) anunciou que vai manter a vazão de…

Olavo de Carvalho morreu aos 74 anos na Virgínia, EUA

Morreu na madrugada desta terça-feira (25), o escritor e influenciador Olavo de Carvalho, de 74…