Anúncio

anistia-brasilApós a divulgação de informações sobre os laudos cadavéricos dos doze mortos em operação policial da Rondesp no bairro do Cabula, em Salvador, em fevereiro deste ano, a ONG Anistia Internacional apontou em nota que ainda não teve acesso aos dados e que o governador Rui Costa está “negando de forma reiterada” os pedidos feitos tanto pela Anistia, quanto pela Campanha Reaja ou Será Morto e pela seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA). Segundo informações do jornal Correio, a entidade cobra também que os policiais militares envolvidos no caso sejam afastados e proteção às testemunhas.  Ainda de acordo com o Correio, a PM informou que os homens envolvidos na operação continuam trabalhando em “expediente operacional” e recebem acompanhamento psicológico. O governo do Estado não se manifestou sobre as críticas da ONG.

Anúncio

Deixe uma resposta