Reprodução / Fantástico - TV Globo
Anúncio

O Tribunal de Contas da União irá investigar 27 prefeitura e 30 câmaras municipais baianas por suposta compra de premiações para gestores.  Um levantamento do TCM, entre os anos de 2017 e 2018, diplomas e medalhas custaram aos cofres municipais cerca de R$ 92,9 mil. O esquema foi identificado também em 30 câmaras municipais da Bahia.

As honrarias foram pelas empresas União Brasileira de Divulgação (UBD), de Pernambuco, e Instituto Tiradentes, de Minas Gerais. Uma reportagem do Fantástico da TV Globo mostrou como funciona o esquema de premiação.

O TCM deve pedir a devolução dos recursos gastos com a taxa de inscrição aos cofres públicos. As cerimônias de entrega das honrarias são realizadas em hotéis, preferencialmente de cidades litorâneas. O TCM também deve pedir a devolução de recursos públicos gastos com diárias, hospedagem e transporte para o local do evento.

Segundo a reportagem do Fantástico, prefeitos e vereadores usavam dinheiro público para participar de seminários e recebiam a premiação. A reportagem exibida neste domingo (5) comprovou a venda de “diploma de mérito e medalha” ao mostrar um jumento – que foi identificado como administrador municipal – sendo homenageado como um dos “Cem melhores prefeitos do país”.

Região de Guanambi

Na lista de municípios premiados disponibilizada no site da UBD, aparecem municípios como Guanambi, Brumado, Urandi, Lagoa Real, Guajeru, Rio de Contas, Livramento de Nossa Senhora, Bom Jesus da Lapa, entre outros.

Segundo reportagem do Correio, a Câmara de Vereadores de Bom Jesus da Lapa foi a que mais gastou com as premiações entre 2017 e 2018, R$ 6.594. A Câmara de Vereadores de Pindaí aparece em segundo lugar, gastando R$5.830 com as premiações.

Levantamento do Correio mostra quais câmaras e prefeituras gastaram mais dinheiro com o pagamento de prêmios

O prefeito de Guajeru recebeu o prêmio por duas vezes consecutivas, a última em janeiro deste ano. O prefeito Gil Rocha comentou o prêmio em nota divulgada à época.  “O resultado apresentado na pesquisa reflete o trabalho ético que tem sido desenvolvido pela atual gestão, não só nas áreas apresentadas, mas na administração pública como um todo. Devo agradecer aqui a todos os envolvidos neste processo pelo empenho e dedicação na execução de suas funções, nos setores a áreas que atuam, visando os interesses da comunidade guajeruense, buscando sempre fazer o melhor e da forma mais correta. Esse destaque não é mérito de uma ou outra pessoa, mas de todo o município que vem se desenvolvendo nos últimos anos”, comentou.

Em março deste ano, parte da população de Livramento de Nossa Senhora chegou a desconfiar da premiação recebida pelo prefeito José Ricardo Assunção Ribeiro. Segundo a UBD, o gestor teria ficado em quarto lugar entre os melhores prefeitos numa suposta pesquisa realizada pela empresa. O assunto e a suspeita de compra do título repercutiram na imprensa local. Na lista divulgada pelo Correio nesta terça-feira (7) dos órgãos investigados pelo TCM, nem a prefeitura de Guajeru, nem a de Livramento de Nossa Senhora aparecem entre as investigadas, as Câmaras de Pindaí e Bom Jesus da Lapa também não aparecem na relação.

Veja a lista de prefeitura e câmaras municipais que supostamente pagaram pelos prêmios

Charles Fernandes, ex-prefeito de Guanambi, foi agraciado em 2014 pela UPB como melhor prefeito da Bahia. O ex-prefeito não compareceu à solenidade em Recife para receber o prêmio, no entanto, o título de melhor prefeito da Bahia foi bastante comemorado e divulgado na impressa local.

Anúncio

Deixe uma resposta