Além dos funcionários da Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), cuja greve por tempo indeterminado já foi definida, os da Embasa também podem paralisar suas atividades a partir da próxima semana, segundo informações do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente da Bahia (Sindae). De acordo com a entidade, a categoria está insatisfeita com as propostas das empresas para o acordo coletivo de trabalho deste ano. A greve da Cerb se inicia na próxima segunda (6), mesmo dia em que ocorre a assembleia dos trabalhadores da Embasa. Segundo o sindicato, a diretoria da Embasa convocou uma reunião de negociação para esta quarta (1º). A proposta da empresa é de parcelar o reajuste de 7,5%, inferior à inflação registrada pelo INPC-IBGE (8,34%). A Cerb também oferece percentual abaixo do INPC, de 8,17%, associado ao “congelamento” de alguns benefícios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui