27.4 C
Guanambi
24.5 C
Vitória da Conquista

Restos mortais de Padre Barone são transferidos para Igreja de São Francisco em Guanambi

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Tiago Marques | Com Informações de TV Beija-Flor

Aconteceu em Guanambi na manhã desta sexta-feira (21) a exumação dos restos mortais do Padre Barone Francesco. Na cerimônia ocorrida no cemitério de Guanambi os restos mortais do padre italiano foram transferidos para a Igreja do bairro São Francisco. Participaram os Padres Alex, Rafael, Edson e Joãozinho. O italiano Ângelo, sobrinho de Padre Barone, também participou da cerimônia e se mostrou contente pelos restos mortais do tio serem levados para um local que corresponde com o reconhecimento dele com os fiéis.

As 17:00 a Igreja de São Francisco ficou lotada para receber a urna que foi colocada em um túmulo construído ao lado da Igreja. Padre Barone faleceu em 23 de abril de 1991. Ele chegou à Guanambi em 1963 e foi muito popular na cidade e na região. Enquanto esteve a frente da paróquia foram construídas, a casa paroquial onde existia a cadeia pública de Guanambi e também a Igreja de São Francisco e implementou na paróquia a catequese e outros movimentos .

Veja os Vídeos das Cerimônias na TV Beija-Flor

Biografia de Pe. Barone Francesco:

11951200_896817173737544_5023821869101030120_nBarone Francesco, nasceu no dia 12 de agosto de 1919 em Castellamare del Golfo, Sicília – Itália, filho de Barone Giuseppe e Stabile Catarine, se formou em Bacharelado em Sociologia em Monastero Borgetto L pay, Em 1941 ordena-se padre missionário ainda no Monastério,de Borgetto, Itália. Chegou ao Brasil em 1947, iniciando o seu ministério sacerdotal na cidade de Salvador Bahia. Posteriormente foi transferido para o interior vindo trabalhar nas paróquias de Ubirajara, Ibitiara, Ibipitanga e Rio do Pires. Chegando por aqui em 1º março de 1963. Ainda em 1963 é empossado vigário/pároco por Monsenhor Osvaldo em missa solene com pouquíssimos fieis. Assume os trabalhos sacerdotais nos municípios de Palmas de Monte Alto, Iuiu, Malhada, Candiba, Urandi e Pindaí, ficando até o fim de sua vida. Na sua chegada a Guanambi foi acolhido por um amigo Adventista por nome de Ananias Alquias Torres em uma casa na Rua Rui Barbosa, só depois ele construiu a casa paroquial onde existia a cadeia pública de Guanambi. Construiu também a Igreja de São Francisco e implementou na paróquia a catequese e outros movimentos . Padre Barone Francesco era um apaixonado pela agricultura, nos anos setenta a noventa (70 a 90) construiu um dos mais belos pomares na periferia da cidade sendo pioneiro no plantio de uvas e maçãs e implantando já naquela época técnicas arrojadas para adaptação das plantas frutíferas ao clima da nossa região. Tornando assim um padre bastante popular em nossa diocese. No dia 25 de Abril de 1990 sofreu uma crise de edema pulmonar, comprometendo 60% de sua veia aorta obstruída. Mantinha os trabalhos celebrativos em sua capela e aos domingos a missa da noite na igreja do bairro São Francisco durante muitos anos. Ate os seus últimos meses celebrava a missa das crianças na Igreja Matriz. No dia 22 de Abril de 1991 quase um ano depois da crise inicial foi internado no HOSPITAL Policlínica de Guanambi, onde recebera o atendimento do seu corpo de médicos, vindo a falecer as 10h45 do dia 23 de abril de 1991. Seu corpo foi velado na Igreja Matriz a partir das 02 horas dia 24 contando com a presença de muitos fieis e amigos constituído por ele em nome do senhor Jesus. Foi Celebrada uma missa campal na praça da igreja Matriz as 16 horas, presidida pelo Bispo diocesano Dom Alberto e mais 09 Padres, dentre eles, ressaltamos a presença do padre Egidio da cidade de Montanha no Espírito Santo Recebeu homenagem póstuma da Câmara Municipal de Vereadores de Guanambi, com o título de “Cidadão Guanambiense”. Suas últimas celebrações foram na sede e na Igreja do Bairro São Francisco. (FONTE: Projeto Recivida)

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias