DSC_4174Por Edinei Dantas – Jornalisando

A cúpula da segurança pública baiana esteve reunida em Jequié, na manhã desta sexta-feira (10), com o objetivo de avaliar os índices de criminalidade e da produtividade das polícias da região sudoeste deste ano em comparação com igual período do ano passado. Apesar do reconhecimento da necessidade de reforçar o policiamento e utilizar novas táticas de atuação na região, destacou-se a produtividade da PMBA que elevou em mais de 100% as prisões em Flagrante (271 de janeiro a março de 2015 e 562 e igual período de 2016), e de apreensões de armas de fogo 102,8% de incremento (de janeiro a março de 2015 foram 179 contra 365 de igual período deste ano).

Houve destaque também para a Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) Guanambi – que compreende 18 municípios e que até o momento lidera o ranking de redução da criminalidade com 12,5% de decréscimo dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Já Itapetinga lidera o ranking de municípios com redução de 71,4% dos índices de CVLI, seguido por Poções com 62,5%. Os dados são de 1º de Janeiro a 5 junho de 2016, em comparação com igual período de 2015. De acordo com o comandante do Batalhão de Guanambi, tenente coronel Braga, estes números são consequência, sobretudo, da parceria com a Polícia Civil e a intensificações das abordagens.

O encontro presidido pelo secretário da segurança pública, Maurício Barbosa, contou com a presença do comandante geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão, do comandante de operações policiais, coronel Uzeda, do comandante de operações de inteligência, coronel Barbosa Neto, entre outras autoridades militares e civis, responsáveis por órgãos de segurança pública do estado e da região.

O comandante geral da PM, coronel Anselmo Brandão, encerrou o encontro enaltecendo o comprometimento. “As dificuldades são grandes, mas o empenho e conhecimento dos senhores dos acertos e dos erros são fatores fundamentais para continuarmos buscando o sucesso”.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui