Os bens culturais edificados e protegidos oficialmente por meio do tombamento, na Bahia, já podem ser acessados pelo aplicativo Google Maps. A ação facilita a busca imediata de endereços e mapas com exatidão real, aprimorando o monitoramento desses imóveis, privados e públicos. A versão para telefone móvel Android também está disponível e de forma prática para acesso via celular.

A precisão do sistema faz com que o internauta navegue com todos os dados disponíveis sobre esses patrimônios tombados pelos governos estadual e federal, de qualquer lugar do mundo, desde que com acesso à internet. O trabalho está em desenvolvimento, com cerca de 90% concluído, e abrange todo o estado da Bahia. A iniciativa é do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

Poligonal de tombamento de Caetité
Poligonal de tombamento de Caetité
Na lista dos bens estão incluídos os tombados pelo Ipac e pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculado ao Ministério da Cultura (MinC). Os dados foram classificados em conjuntos tombados e bens tombados isoladamente. Esses últimos, divididos em arquitetura civil, religiosa, fortes, terreiros e fontes.

“Juntamente com o geoprocessamento que estamos fazendo com a Conder, a ação do aplicativo de imóveis protegidos no Google Maps é inédita na área do patrimônio cultural da Bahia. Com essa ferramenta, a gestão contemporânea sem precedentes com base em tecnologia de ponta para os bens edificados e as áreas oficialmente protegidas nos centros urbanos baianos”, afirma o diretor geral do Ipac, João Carlos de Oliveira.

Ele explica ainda que o aplicativo mostra a descrição do local, o livro de tombo, situação e ambiência, dados tipológicos, cronológicos e técnicos. “Através do aplicativo, é possível traçar rotas, visualizar cidades e até utilizar um navegador GPS”. Parte do trabalho do Ipac pode ser conferida pela internet.

Fonte: Ascom/Secretaria de Cultura do Estado (Secult)

Áudio:

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui