Desde as primeiras horas da manhã, estudantes e trabalhadores convocados por sindicatos, movimentos sociais e partidos políticos, bloquearam as rodovias da região em diversos pontos. Contrários às medidas reformistas do governo do presidente Michel Temer, eles aderiram à greve geral convocada para esta sexta-feira, 28 de abril.

Em Guanambi, a primeira via a ser fechada foi a BR-030 na saída para Palmas de Monte Alto. Um grupo de trabalhadores da Pavotec, empresa que executa as obras da Fiol, atravessou um ônibus próximo ao trevo com a Av. Valdir Pires, impedindo o tráfego de veículos. A rodovia ficou fechada até às 9h, os trabalhadores acordaram a saída do local após acordo com a PM.

A maior concentração aconteceu na saída para Caetité, no trecho que faz cruzamento com a ferrovia. Lideranças políticas, sindicais e sociais usaram carros de som para discursar contra as propostas das reformas trabalhista e previdenciárias. O grupo de manifestantes permitiu a passagem de profissionais de saúde e segurança pública, idosos, crianças, gestantes e pessoas com problemas de saúde. Policiais militares acompanharam de perto a movimentação, nenhuma ocorrência relevante foi registrada.

Quem não sabia do protesto teve que esperar, Pedro seguia para Feira de Santana com uma carga de ração.

O professor Daniel Reis, liderança do PSOL em Guanambi, disse que a manifestação é legítima e que o bloqueio da via é uma ferramenta necessária para a luta.

Os protestos também fecharam a BR-122 em Pilões, e as BRs 030, 430, e 122 em Caetité.

Fique bem informado no Blog do Tiago Marques.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui