Aconteceu no último sábado, dia 06 de maio, a I Feira Agroecológica do Instituto Federal Baiano Campus Guanambi. O evento fez parte do I Seminário de Agroecologia e Produção Orgânica do Território Sertão Produtivo, realizado do Núcleo de Estudos em Agroecologia e Produção Orgânica, o NEAPO, projeto coordenado pela professora Felizarda Bebé, aprovado no CNPq em chamada pública conjunta com o Ministério da Agricultura e Ministério das Comunicações, Ciência e Tecnologia.

O Campus Guanambi recebeu agricultores, agricultoras e artesãos de Brumado, Candiba, Guanambi, Malhada de Pedras, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Sebastião Laranjeiras e Urandi. Também foi apresentada uma esquematização do projeto de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável, o PAIS. Os produtores expuseram doces, licores, polpas de frutas, artesanatos de diversos tipos, uma variedade de derivados de Umbú, sementes criolas, mudas e a famosa linguiça de bode.

A barraca da Cidinha foi uma das mais frequentadas, ela trouxe uma variedade de frutas e vegetais, além de conservas de pimenta, temperos, doces e até sorvete de mandioca, tudo produzido em uma área plantada de cerca de um hectare na zona rural de Candiba. Após começar a produzir alimentos sem uso de produtos químicos para consumo próprio, hoje ela fatura uma boa renda mensal atendendo cerca de 70 clientes que optaram pelo consumo de alimentos saudáveis. Os participantes comemoraram as vendas realizadas, a professora Felizarda Bebé acredita que o resultado do trabalho foi bastante positivo.

A agroecologia se baseia no contato sustentável do ser humano com a terra, no respeito à biodiversidade e na valorização dos saberes e das tradições. A imagem de Dona Silvanila ilustra muito bem um pouco do que isso representa. Ela trouxe o seu tear e demonstrou o processo de fiação e tecelagem, da mesma forma como faz na comunidade quilombola onde mora na zona Rural de Palmas de Monte Alto.

Teve ainda viola sertaneja com Cicero e Sophia Leão, pai e filha interpretaram grandes sucessos da música caipira nos intervalos das palestras e minicursos.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Veja fotos

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui