Reprodução

A alta de preços nos combustíveis gerou revolta em todo o país e formou uma onda de protestos nas redes sociais. Isso levou ao juiz substituto da 20ª Vara Federal do Distrito Federal Renato Borelli a determinar a suspensão imediata do decreto publicado na semana passada que elevava o preço dos combustíveis. Mas o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta terça (25) que irá recorrer da decisão. “Sim, o governo vai recorrer”, disse após ser questionado pela imprensa em São Paulo. O ministro afirma que o governo está tranquilo quanto a decisão dos outros poderes, mas afirma que o aumento está dentro da lei, e os advogados federais da Advocacia-Geral da União irão recorrer da decisão. O juiz federal determinou que o decreto do governo, que aumenta o imposto sobre a gasolina, diesel e etanol, o PIS/Cofins, fosse suspenso.

Da redação do Blog, com informações do brumado urgente.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui