30 C
Guanambi
23.9 C
Vitória da Conquista

Caetité: após 25 anos, Cesta do Povo fecha as portas

Supermercados da rede em Guanambi e Brumado também encerraram as atividades.

9,100FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Advertisement

Aos poucos a rede de supermercados Cesta do Povo na Bahia vai chegando ao fim. Em Caetité, que possui uma das lojas, fechou as portas. Guanambi e Brumado, que também possuem lojas, a Cesta do Povo também encerrou suas atividades. A loja de Caetité fora gerenciada por filhos da terra a exemplo de Rômulo Davi e nos últimos sete anos, por Juarez Alves. Na Bahia, atualmente são 80 lojas e 30 delas já foram fechadas. O destino dos funcionários ainda é incerto. Ou a realocação para outros órgãos estaduais ou demissão.

A Cesta do Povo foi criada em 1º de Junho 1979 no governo de Antônio Carlos Magalhães e começou a funcionar no dia 21 do mesmo mês. A ideia da rede era de oferecer produtos mais baratos aos servidores estaduais e ao público externo. Após anos de uma gestão que trouxe uma grave crise financeira causada pelos últimos diretores da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) que gerencia a rede de supermercados, fez com que o governo do estado reestruturasse a Cesta. No final de 2014 o governador Rui Costa anunciou a privatização da rede. A privatização não saiu do papel.

Mais de R$60 milhões de reais saíram do Tesouro Estadual para que a Cesta do Povo continuasse funcionando. A rede estava presente em 242 municípios.

Em Caetité a loja que funcionou por mais de 25 anos fechou a suas portas no último sábado (29.07).

Com informações do CaetFest.

- Advertisement -

Caetité: após 25 anos, Cesta do Povo fecha as portas

Deixe uma resposta

Relacionadas