21.7 C
Guanambi
17.9 C
Vitória da Conquista

MAPA planeja acabar com a com a vacinação de febre Aftosa até 2026

Para atingir o status sanitário de área livre de aftosa sem vacinação, o Pnefa determina critérios técnicos, estratégicos, geográficos e estruturais

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) aprovou a versão definitiva do Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa). O plano começa a valer este ano e continua até 2026. O objetivo é que o Brasil seja considerado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) um país livre da doença sem vacinação a partir de 2023.

Para atingir o status sanitário de área livre de aftosa sem vacinação, o Pnefa determina critérios técnicos, estratégicos, geográficos e estruturais. Para que seja implementado, as unidades da Federação foram agrupadas em cinco blocos, de acordo a Agência Brasil.

A mudança incluída na versão final foi a reorganização dos blocos 4 e 5. Antes o bloco 4 englobava 11 estados: Paraná, São Paulo, São Paulo, Minas Gerias, Rio de Janeiro, espírito Santos, Bahia, Sergipe, Goiás, Tocantins, Mato Grosso do sule o Distrito Federal. O grupo 5 tinha apenas o Rio Grande do Sul e Santa Cantarina. Agora, o bloco 5 incorpora o Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. OS blocos 4 e 5 deverão reunir-se com representantes dos Ministério da Agricultura, apenas em 2018.

 

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias