Foto: Dida Sampaio/Estadão

Agência Sertão

Isolados no Presídio da Papuda, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, o operador do esquema, Lúcio Funaro e o executivo da JBS, Ricardo Saud, têm criado a maior confusão, com diversas cenas de gritaria e troca de xingamentos. Geddel já teria, inclusive, pronunciado ameaças de morte aos companheiros de reclusão. De acordo com Estadão, em um dado momento, Funaro voltava do banho de sol de solto quando aproveitou para vociferar contra o executivo, do outro lado da cela “Saud, vou te matar”, disse. Geddel também fez coro a Funaro: “Saud, também vou te matar”, ao que foi respondido “Cala boca, seu gordo”. Na reclusão, há a temeridade de evitar com que os três condenados se encontrem durante o banho de sol, devido ao receio de que as ameaças se concretizem. Entre os advogados dos três, há também trocas para que se não encontrem no parlatório. No entanto, esta informação não foi confirmada por nenhum representante dos presos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui