22.8 C
Guanambi
18.9 C
Vitória da Conquista

Obstáculos naturais continuam restringindo operações no aeroporto de Guanambi, diz governador

Governador e secretário garantem que o projeto está pronto e os recursos assegurados, no entanto as restrições impedem a execução da obra

- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

 

Tiago Marques | Agência Sertão

O início da operação comercial do Aeroporto Municipal Isaac Moura Rocha em Guanambi continua comprometido, devido às restrições de pouso e decolagem impostas pelos órgãos de controle de tráfego. Em seu programa semanal na internet, o governador Rui Costa comentou sobre a licitação para recuperação da pista do aeroporto, no entanto ponderou sobre as restrições.

O assunto surgiu após o guanambiense Roberto Oliveira perguntar sobre o andamento da licitação, o secretário de Infraestrutura, Marcos Cavalcante afirmou que o projeto de revitalização da pista está pronto e os recursos assegurados, no entanto as restrições impedem a execução da obra.

Os obstáculos estão entre 1 e 6,5 Km distantes da pista

O governador explicou que os morros do entorno do aeródromo são considerados obstáculos naturais para aviões de médio e grande porte, como o modelo ATR-72, usado pela Azul Linhas Aéreas. Rui disse que uma consultoria especializada foi contratada para emitir um laudo e solicitar a retirada das restrições. “Nós entendemos que a distância (entre a pista e os morros) é grande e contratamos uma consultoria especializada que vai fazer um relatório para demonstrar à ANAC que não tem problema algum operar um ART-72 no aeroporto de Guanambi, assim que a ANAC autorizar nós vamos iniciar imediatamente o pavimento do novo da pista do aeroporto de Guanambi”, disse o governador.

Duas anotações no boletim NOTAN – A primeira restringe os pousos e decolagens, o segundo estabelece os obstáculos

O boletim NOTAN restringe pousos de decolagens de aviões que precisem de mais de 800 metros de pista para as operações. A primeira restrição apareceu no sistema em julho de 2016 e foi renovada algumas vezes. No dia 16 de outubro as restrições passaram de temporárias para permanentes no sistema.

A Azul Linhas Aéreas já demonstrou interesse por diversas vezes em operar no aeroporto de Guanambi. A empresa acredita que existe demanda por vôos na região,  cerca de 1,2 milhões de habitantes de 61 municípios teriam Guanambi como opção mais próxima de linhas aéreas. Uma comitiva da empresa visitou as instalações do aeroporto em fevereiro.

 

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -