Foto: Yago Matheus

Uma cerimônia realizada na última quinta-feira (22), no auditório da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, marcou o lançamento do Edital de Desenvolvimento Territorial Solidário: Estruturação e Fortalecimento de Empreendimentos Econômicos Solidários como Estratégia de Superação da Pobreza no Estado da Bahia.

A chamada pública visa selecionar organizações da sociedade civil, para prestar serviços de assistência técnica a 50 empreendimentos solidários e redes de cooperação dos Territórios do Velho Chico, Costa do Descobrimento e Itaparica. No total, 1.000 famílias serão beneficiadas indiretamente.

“O objetivo é fortalecer a economia solidária nessas regiões, enfrentar a pobreza e promover a efetiva inclusão social, por meio do suporte e apoio aos arranjos produtivos locais. O Governo do Estado está investindo R$ 1,4 milhão no edital, fazendo com que a política pública chegue às pessoas que mais precisam”, destacou a titular da Setre, Olívia Santana, no ato de lançamento.

Os territórios contemplados possuem base social formada, principalmente, por agricultores familiares, artesãos, catadores, populações ribeirinhas, povos indígenas e quilombolas. Para a liderança da etnia Tupinambá, Cláudio Magalhães, o edital vai contribuir no empoderamento de povos tradicionais. “A expectativa é dominar todas as etapas da cadeia produtiva, sem a necessidade de atravessadores para colocar os nossos produtos no mercado. É uma iniciativa importante para gerar renda direta para a nossa comunidade”, afirmou.

Também participaram da cerimônia de lançamento do edital, o Superintendente Estadual de Economia Solidária, Milton Barbosa; o representante do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), José da Boa Morte; e a integrante do Conselho Estadual de Economia Solidária, Lariane Santos.

Fonte: Ascom/Setre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui