Rompimento causou acidente em setembro de 2018 - Foto: Joana Martins/ Agência Sertão

Joana Martins/Agência Sertão

Morreu nessa madrugada, uma das vitimas que caiu no trecho coberto por laje do canal que fica entre o cruzamento com a rua Santa Catarina e a praça do cruzamento da Av. Barão do Rio Branco com a rua Otávio Mangabeira. O desabamento da laje aconteceu no dia 14 de setembro.

Adão Gomes Cardoso, 65 anos, não resistiu às complicações dos ferimentos, principalmente por causa de um corte na perna que infecionou. Ele estava internado na  Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Guanambi.

Segundo informações obtidas pela Agência Sertão, Adão foi contaminado com a bactéria Clostridium tetani, responsável pelo tétano. A infecção por tétano foi ocasionada,  possivelmente, pelos esporos da bactéria transmissora que entram no corpo por meio do ferimento causado quando ele caiu. Ele também tinha o diabetes tipo II, o que correlacionado ao Tétano influenciou na causa da morte.

Anteriormente, a secretária de infraestrutura de Guanambi afirmou que daria todo suporte as vitimas. Até o momento a prefeitura de Guanambi não posicionou sobre o fato, como também, o local permanece parcialmente interditado, colocando outras pessoas em risco. Os familiares de Adão não comentaram.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

 

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui