Reprodução

O advogado Orlando Freire de Assis, 29 anos, suspeito de tentar assinar o policial civil Sérgio Roberto Souza Oliveira se apresentou na 2ª Delegacia Territorial de Feira de Santana, na tarde desta quinta-feira (13).

Ele, que está sendo indiciado por duas tentativas e homicídio e porte ilegal de arma, compareceu a unidade acompanhado por um advogado. Na terça-feira, 12, a justiça tinha acatado o pedido de mandado de prisão preventiva contra Orlando, devido a uma confusão ocorrida no último domingo, 10, que resultou na morte do investigador.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), ele já possui antecedentes criminais por agressão física, em 2017.Após se entregar, Orlando foi ouvido e será encaminhado para o Presídio de Feira de Santana.

Colabore

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

O caso

O caso aconteceu  no último domingo, 10,  em Feira de Santana, quando Orlando e o investigador iniciaram uma discussão em uma festa. Após brigar com uma outra pessoa, no mesmo evento, o advogado foi expulso do local. Durante a confusão, uma testemunha que tentou separar a briga, acabou baleada.

Via A Tarde

Deixe uma resposta