Anúncio

O secretário nacional de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, disse hoje (11) que sua determinação é incluir o Brasil entre os principais produtores internacionais de pescados. Ele destacou que a costa brasileira é extensa. Seif participou de uma transmissão ao vivo (live, em inglês), nas redes sociais, ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

“Temos todas as condições do mundo de ser um protagonista mundial [na produção de pescado]”, disse Seif, informando que o Brasil seguirá o exemplo da China, que é um grande produtor mundial de piscicultura.

“Nós precisamos transformar o Brasil, além de um grande produtor de grãos e outras proteínas, mas de pescados” , disse o secretário. “Com todo esse potencial, nós precisamos crescer”. Segundo Seif,  serão respeitados os limites biológicos para não comprometer a biomassa e as espécies.

Indústria farmacêutica

Seif disse que a produção de pescados pode ajudar também na indústria farmacêutica, por exemplo. De acordo com ele, não há no país uma indústria nacional capaz de produzir medicamentos a partir da pele de tilápia.

O coordenador da pesquisa do Instituto Dr. José Frota, ligado à Universidade Federal do Ceará, Edmar Maciel Lima Junior, desenvolveu pesquisas com a pele da tilápia para o tratamento de queimaduras.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

O trabalho mostra semelhanças da pele da tilápia com a pele humana em relação à quantidade do colágeno tipo-1, proteína importante no processo de cicatrização. Segundo Edmar, esta é a primeira pele animal que o Brasil deve usar no tratamento.

Fonte: Agência Brasil

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui