Agência Sertão
Anúncio

O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Alto Sertão (Cis-Alto Sertão) disse que “os interesses políticos dentro do Hospital Regional são maiores do que a vida das pessoas”. Dorival Barbosa, que é prefeito de Urandi, deu a declaração em um áudio que circulou no aplicativo WhatsApp.

A discussão sobre os problemas enfrentados pelo Hospital Regional de Guanambi (HRG) tem sido acalorada nos últimos dias por prefeitos que reclamam da alta demanda gerada pelo município de Guanambi que ainda não possui Hospital Municipal e, segundo os prefeitos, sobrecarrega o HRG.

Dorival disse que esteve recentemente no HRG, acompanhado do prefeito de Candiba, Jarbas Henrique, onde constatou o caos na unidade de saúde. Ele disse ter contabilizado 43 pacientes espalhados em macas pelos corredores da unidade de saúde aguardando atendimento médico. Os dois prefeitos que também são médicos, constataram ainda a falta de medicamentos básicos. O presidente do Cis-Alto Sertão disse que registrou imagens para encaminha-las ao governador Rui Costa, afim que ele resolva a situação.

O prefeito de Urandi comentou ainda os boatos sobre uma possível demissão de sua esposa, médica neonatologista que atua há 18 anos na UTI Neo Natal da unidade de saúde, por questões políticas. Por fim, Dorival reafirmou que a interferência política prejudica o funcionamento do HRG.  “A situação é vergonhosa. A própria política está causando um entrave no Hospital Regional porque tem muitas pessoas mandando dentro do hospital. Estamos lutando para acabar com essa situação”, afirmou.

O HRG passou por recentes mudanças em sua direção. Após Maria das Graças Costa Cotrim pedir exoneração do cargo de diretora geral no fim do último mês, o Governo do Estado nomeou Paula Luísa Lima Melo para o cargo. Após uma visita do Secretário de Saúde Fábio Vilas Boas, o diretor administrativo Dorisvaldo Lobo também pediu exoneração. Nesta quarta-feira (15), Humberto Carvalho Júnior foi nomeado para a vaga.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Ouça a fala de Dorival Barbosa:

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui