Divulgação

A Prefeitura Municipal de Guanambi participou do 4º ciclo de capacitação do Selo Unicef na última quarta-feira (15).

O evento foi realizado em Vitória da Conquista e estavam representando a prefeitura de Guanambi, a Secretária de Educação, Maristela Cavalcante, e o secretário de Assistência Social, Francisco Donato.

Segundo a Assessoria de Comunicação da prefeitura, o objetivo de participar da capacitação é para adotar estratégias de políticas públicas, visando se inserir no Programa Selo Unicef– município amigo da criança.

ColaboreSe você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante. Saiba como! .

De acordo com os secretários, importantes temas relacionados à proteção da criança e do adolescente foram abordados e debatidos, com trocas de experiências e aprendizados.

Acompanhando a equipe do município, estavam presentes, Saulo de Tarso – Presidente do Conselho Municipal em Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente – CMDCA, Matilde – Presidente do Conselho Tutelar, Nivalda – articuladora do Selo Unicef, Luzilene da Secretaria de Assistência Social e Aparecida da Secretaria de Educação.

O Selo Unicef é uma iniciativa para fortalecer as políticas públicas voltadas às crianças e aos adolescentes do Semiárido e da Amazônia. O Unicef estimula e apoia os municípios a garantir o cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente e avançar em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Segundo o Fundo Internacional de Emergência para a Infância das Nações Unidas (Unicef), são mais de 22 milhões de crianças e adolescentes em 2.134 municípios. As regiões do Semiárido e da Amazônia Legal brasileira são territórios prioritários para o Unicef no Brasil. Isso porque nesses territórios estão as maiores concentrações de meninas e meninos em situação de exclusão e vulnerabilidade social no País.

Ao participar do Selo Unicef, os municípios elaboram um diagnóstico da situação da população de até 18 anos e criam e implementam um Plano de Ação para enfrentar os principais problemas que afetam essa população, sempre de forma participativa.

Os municípios também se comprometem a desenvolver ações nas áreas de saúde, educação, proteção e participação social de crianças e adolescentes, além de monitorar os resultados alcançados por meio de indicadores e de debates em fóruns comunitários.

Confira o áudio desta notícia

Deixe uma resposta