Reprodução

O tricampeão mundial da Fórmula 1 e diretor da equipe Mercedes, Niki Lauda, morreu nessa segunda-feira (20), aos 70 anos. Segundo a família, o ex-piloto austríaco, que já havia passado por um transplante de pulmão em 2018, sofreu falência renal. Ele deixa mulher e cinco filhos.

Campeão da principal categoria do automobilismo em 1975 pela Ferrari, Lauda sofreu um grave acidente em 1976 e teve o rosto desfigurado por queimaduras. Mesmo após o acidente, o campeão voltou a correr e conquistou o bicampeonato em 1977. Em 1984, após um período longe das pistas, Lauda disputou a Fórmula 1 pela McLaren e faturou o tri.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui