Agentes comunitários de Saúde de Caetité realizaram manifestações na prefeitura na última quarta-feira (04/12) (Foto/Reprodução)

Edu Vale | Agência Sertão

Os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias realizaram paralisação das atividades e manifestaram em frente à prefeitura de Caetité na manhã da última quarta-feira(04). A categoria reivindica melhores condições de trabalho e cumprimento de acordos com o executivo municipal.

Uma diretora do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde (SINDACS/ACE) disse à Agência Sertão que desde o mês de junho vem sendo realizados acordos com a Prefeitura do município, porém, não houve cumprimento de nenhum deles. “Do mês de junho até o momento foram feitos três acordos com a categoria e não foram cumpridos, por este motivo decidimos fazer manifestarão e parar as atividades por um dia.”, afirma.

Agentes comunitários de Saúde de Caetité realizaram manifestações na prefeitura na última quarta-feira (04/12) (Foto/Reprodução)

A categoria cobra soluções do município de pendências, tais como: Repasse da diferença do décimo terceiro referente aos anos de 2015 à 2019, retroativo do terço de férias, salário família, Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) referente a 2018, diferença de 3% de reajuste do piso salarial e pagamento do décimo terceiro salário e terço de férias de alguns agentes que estão em atraso.

Dificuldades no Município de Caetité

No mês de novembro o Sindicato dos Servidores Públicos da Prefeitura de Caetité(SINDSERV), emitiu nota à imprensa, expondo dificuldades enfrentadas pelos servidores do município junto à administração local.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

O SINDSERV afirma que desde o ano de 2018 ocorrem atrasos nos repasses de pagamentos normais dos vencimentos dos servidores e 13º salário e que os repasses referentes ao PASEP ficaram prejudicados por conta de um atraso da prefeitura em enviar informações da Relação Anual de Informações Sociais(RAIS) ao Ministério do Trabalho.

“Muitos servidores com PASEP final 0 ao 3 não receberam o benefício no prazo determinado, devido o mero descuido da administração em não informar a RAIS ao MTE no prazo correto. Fato este recorrente inclusive na gestão passada”, afirma a nota.

Segundo informações do sindicato, desde 2018 a Prefeitura não realiza repasses referentes aos seus filiados, acumulando uma divida de R$130.000,00(cento e trinta mil reais). “Desde 2018 a prefeitura não tem feito os repasses normais ao Sindicato, referente aos seus filiados, acumulando assim uma divida de mais de R$ 130,000,00…”, informa.

O SINDACS/ACE informou que um novo acordo foi realizado com a categoria, e que a prefeitura apresentaria um novo cronograma de pagamento no dia 16 do mês decorrente. “Foi firmado um novo acordo com a gestão que apresentaria um cronograma de pagamento dia dezesseis, mas se não for cumprido o acordo, iremos parar as atividades por tempo indeterminado.”, informa.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui