1 - 2 - Prefeitura de Caetité cancela licitação do transporte escolar e inicia credenciamento, Edu Vale 3 - Justiça determina desocupação de 50 imóveis de residencial em Carinhanha, Geovane Santos 4 - Quanto deve custar as passagens no aeroporto de Guanambi?, Edu Vale

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou nesta quinta-feira (12), o status do pedido de certificação provisória do Aeroporto Isaac Moura Rocha, em Guanambi. Técnicos da agência estiveram na cidade no mês passado para avaliação do equipamento.

Ao contrário da informação que confirmava a homologação, publicada anteriormente por este site, o processo de homologação encontra-se com o status de “sobrestado”. Isso significa que o processo encontra-se com pendência de documentação ou não possui as formalidades necessárias.

Após o fim do processo de certificação, as empresas interessadas em operar com voos partindo de Guanambi poderão solicitar as operações junto à Anac. A Azul Linhas Aéreas é uma das empresas interessadas na operação. A princípio, a companhia aérea deverá ofertar voos lingando a cidade a Belo Horizonte (MG).

A expectativa é de que outras empresas, como a Passaredo, também operem no aeroporto de Guanambi, com destinos como Salvador, São Paulo e Brasília.

Segundo apurado pela Agência Sertão, a inspeção da Anac encontrou algumas irregularidades que já estão sendo corrigidas.

A principal mudança solicitada pelos técnicos da Anac foi a mudança da cerca de proteção do entorno do aeroporto. A cerca estava localizada a 72 metros do eixo da pista, sendo exigido um recuo de mais três metros.

O processo de instalação de voos comerciais no aeroporto de Guanambi foi iniciado em 2015, quando o saguão foi requalificado, sendo construído à época as instalações de incêndios aeroportuários.

Em 2016, uma inspeção das autoridades aeronáuticas constatou que os morros do entorno da pista poderiam representar obstáculos perigosos para aeronaves maiores. Somente em 2018, após ser apresentado um novo plano de zona de proteção de aeroportos, a restrição foi retirada.

Ainda em 2018, a pista começou a ser recuperada, com um investimento de cerca de R$ 7 milhões, por parte do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura.

Logo após a conclusão da obra, já em 2019, a prefeitura de Guanambi contratou uma empresa para gerenciar as operações no aeroporto.

Veja o documento publicado pela Anac com o status da certificação do aeroporto.

Azul Cargo

Foi inaugurada nesta quarta-feira (11), a loja Azul Cargo Express, em Guanambi. A unidade oferta serviço de transporte de cargas e encomendas para todo a país.

Atualizado às 15h30 para corrigir informações

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui