O ano de 2020 promete mais dias de descanso do que 2019. Dos 12 feriados nacionais, 11 caem em dias de semana e dez podem ser emendados com sábados e domingos, além do feriado estadual da Independência da Bahia, 2 de julho, que cairá numa quinta-feira. Em Guanambi ainda terá um feriado municipal que cairá na sexta-feira, o aniversário da cidade que será no dia 14 de agosto.

No entanto, 13 de junho, dia de Santo Antônio, padroeiro da cidade, caíra no sábado.

Confira o calendário dos feriados nacionais:

Arte do calendário de 2020 com feriados
Dez feriados poderão ser emendados com sábados e domingos.  (Arte/Agência Brasil)

 

As exceções aos feriados colados ao fim de semana são 1º de janeiro (Confraternização Universal), caindo em uma quarta-feira; 21 de abril (Tiradentes), que será em uma terça-feira e o Corpus Christi (11 de junho), que sempre cai às quintas-feiras 60 dias após a Páscoa.

Páscoa e carnaval são feriados alongados em todos anos. A Paixão de Cristo (sexta-feira) será no dia 10 de abril. A segunda-feira e a terça-feira de carnaval cairão nos dias 24 e 25 de fevereiro, respectivamente.

Além desses dias, os brasileiros poderão emendar com o fim de semana o Dia do Trabalho (1º de maio) que cai numa sexta-feira, assim como o Natal (25 de dezembro).

Para quem não gosta das segundas-feiras, a boa notícia é que os feriados da Independência do Brasil (7 de setembro), de Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro) e de finados (2 de novembro) cairão nesse dia da semana.

Com tanto feriado, há quem preveja perdas econômicas. “O varejo nacional deve deixar de faturar R$ 11,8 bilhões em 2020 por causa de feriados nacionais e pontes ao longo do ano. O total é 53% maior do que a perda prevista para 2019, de R$ 7,6 bilhões”, calcula a Federação do Comércio de São Paulo.

Outros setores de atividade econômica festejam como é o caso do turismo. “No ano passado, os feriados prolongados resultaram em 13,9 milhões de viagens, que injetaram R$ 28,84 bilhões na economia brasileira”, soma o Ministério do Turismo (MTur).

Segundo a pasta. “o feriado de [1º de] maio movimentou [em 2019] R$ 9 bilhões na economia e resultou em 4,5 milhões de viagens. Já o 12 de outubro foi um dos mais movimentados do ano com a realização de 3,24 milhões de viagens domésticas e impacto econômico de R$ 6,7 bilhões nos destinos visitados”. O MTur ainda não fez projeção do impacto dos feriados de 2020 em venda de passagens, hospedagens e passeios.

O ano que começa é ano bissexto e, portanto, tem um dia a mais, mas esse não descontará as folgas proporcionadas pelos feriados nos dias de semana. O dia 29 de fevereiro cairá em um sábado.

As datas dos feriados de 2020:

  • Ano novo: 1º de janeiro | quarta-feira
  • Carnaval: 24 a 26 de fevereiro | segunda-feira a quarta-feira
  • Sexta-feira Santa: 10 de abril | sexta-feira
  • Páscoa: 12 de abril | domingo
  • Tiradentes: 21 de abril | terça-feira
  • Dia do Trabalho: 1º de maio | sexta-feira
  • Corpus Christi: 11 de junho | quinta-feira
  • Padroeiro Santo Antônio: 13 de junho | sábado (feriado municipal)
  • Independência da Bahia: 2 de julho | quinta-feira (feriado estadual)
  • Aniversário de Guanambi: 14 de agosto| sexta-feira (feriado municipal)
  • Independência do Brasil: 7 de setembro | segunda-feira
  • Dia de Nossa Senhora Aparecida: 12 de outubro | segunda-feira
  • Finados: 2 de novembro | segunda-feira
  • Proclamação da República: 15 de novembro | domingo
  • Natal: 25 de dezembro | sexta-feira

Edição: Carolina Gonçalves

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui