Reprodução/ Ilustração

A partir de hoje (23), pessoas com asma alérgica grave contam com mais uma opção de tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS).

O medicamento é indicado justamente para o controle dos casos graves da doença, quando os sintomas são diários ou contínuos e sem resposta ao tratamento já disponível no SUS.

No Brasil, estima-se que a prevalência de asma seja em torno de 10% da população, sendo que os casos de asma grave estão entre 5 a 10% do total dessa prevalência. Em 2008 a asma foi a 3ª causa de internação hospitalar pelo SUS, com cerca de 300 mil hospitalizações ao ano.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui