Foto: Tiago Marques / Agência Sertão

Chove desde a última terça-feira (21) em Guanambi. O acumulado no período já passa dos 120 mm, registrados pelo pluviômetro da Agência Sertão, localizado no Centro da cidade. Em algumas regiões rurais do município, o acumulado já chega próximo a 200 mm.

A Zona de Convergência de Umidade que atua sobre a região deverá permanecer ativa pelo menos até a próxima segunda-feira (27). Também chove bastante em várias áreas de Minas Gerais, Espirito Santo, Goiás e Rio de Janeiro, além do Oeste e Sul da Bahia.

Os institutos não são precisos em calcular o volume de chuva esperado para a Região de Guanambi até domingo (26). A expectativa é que chova entre 50 e 80 mm, podendo este volume ser superado em algumas regiões, principalmente na áreas de maior altitude, como as Serras Geral e dos Montes Altos.

Acumulado de Chuva – Previsão para os próximos 5 dias – Fonte: Windy.com

A partir de terça-feira (28), o tempo deve voltar a ficar seco e o calor deve voltar. No entanto, uma nova mudança nas condições climáticas deve ocorrer logo nos primeiros dias de fevereiro e a chuva deve voltar a cair na região.

Em Guanambi, após cerca de 12 horas de chuva, o riacho do Belém transbordou na manhã deste quinta-feira (21). Moradores acordaram assustados com a água chegando próxima à suas casas.

As barragens de Poço do Magro e Ceraíma tiveram seus níveis ligeiramente aumentados com as últimas chuvas. O lago de Ceraíma armazena 37,53 milhões de metros cúbicos, o que equivale a 82% de sua capacidade.

Já Poço do Magro possui 9,52 milhões de metros cúbicos de água armazenada. Este volume corresponde a 25,8% do volume total da barragem.

Em Urandi, as barragens de Estreito e Cova de Mandioca continuam em situação crítica mesmo após as chuvas. A primeira está com 18% de capacidade e a segunda com apenas 8%. As últimas chuvas não afetaram significativa seus níveis.

As medições foram feitas nesta sexta-feira (24), por técnicos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf).

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui