Divulgação / Codevasf

Nesta semana, após período chuvoso e de cheia no Médio São Francisco, a Companhia de Desenvolvimento do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) lançou 103 mil alevinos em ações de peixamento de lagoas marginais localizadas no município de Xique-Xique (BA).

O primeiro peixamento aconteceu na lagoa da Quixaba, na comunidade de mesmo nome; foram soltos 10 mil alevinos de curimatã. Em seguida, na lagoa da Comprida, que fica entre a comunidade quilombola dos Vicentes e a Merreca Velha, foram soltos 23 mil alevinos de curimatã com a participação de comunidades locais; este é o segundo ano em que a Codevasf realiza peixamentos nessa lagoa de grande importância para as comunidades.

No período da tarde foi realizado evento no Povoado da Nova Iguira, onde está localizado o Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Xique-Xique da Codevasf. O peixamento ocorreu no braço do Miradouro, canal que liga o Rio São Francisco a Ipueira de Xique-Xique — 70 mil alevinos de curimatã foram soltos.

“O peixamento, além de muito importante para o rio São Francisco, teve grande valor para o aprendizado dos alunos sobre a importância de cuidar do nosso rio”, afirma Vilma Nogueira, professora do colégio Almir Pereira Bessa.

Peixamento na Bahia

Os peixamentos contaram com a participação de alunos do ensino fundamental do colégio Almir Pereira Bessa, de membros das comunidades, de alunos do curso de Engenharia de Pesca da Uneb e de representantes da Prefeitura Municipal de Xique-Xique.

Via Codevasf

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui