Foto: Tiago Marques / Agência Sertão

As temperaturas médias abaixo do comum para o início do outono em Guanambi tem sido um alento ao período de distanciamento social imposto em razão do novo Coronavírus. Desde o fim de semana, o tempo permanece parcialmente nublado, com registro de várias pancadas de chuva. Nesta terça-feira (24), o tempo ficou nublado e a temperatura subiu pouco com o avançar do dia.

A temperatura mínima na estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foi de 21ºC, registrada nas primeiras horas do dia. Com o vento constante, e com rajadas próximas a 50 Km/h, a sensação térmica caiu para menos de 20ºC em alguns instantes. Nesta quarta-feira (25), a sensação térmica pode chegar aos 17ºC.

As previsões dos modelos meteorológicos apontam que o céu deve continuar nublado durante a maior parte do dia na região pelo menos até a sexta-feira (27). Neste período, as máximas não devem passar dos 28ºC e podem ocorrer pancadas de chuva em toda a região.

A partir de sábado (28), o sol deve voltar a aparecer com mais frequência, no entanto, não há previsão para a volta do calor intenso característico da região nas próximas semanas. Além disso, as previsões apontam que as primeiras ondas de frio devem atingir o país mais cedo este ano.

Embora o clima ainda não seja de inverno, os cuidados com a disseminação do coronavírus e de outros vírus gripais deve ser redobrado com a diminuição da temperatura, mesmo coma estação sendo mais branda na região.

Especialistas em doenças infecciosas dizem que não podem ter certeza se o coronavírus é sazonal, porque não existe há tempo suficiente para reunir evidências suficientes. No entanto, com doenças respiratórias como gripes e resfriados, os cientistas pensam que o ar frio causa irritação nasal e das vias aéreas, que torna as pessoas mais suscetíveis à infecção.

Acumulado de chuva

O acumulado de chuva dos últimos dias registrado pelo pluviômetro da Agência Sertão foi de 21 mm. Ainda são esperadas novos episódios de chuva até o fim da primeira quinzena de abril.

De outubro de 2019 até agora, o acumulado é de 665 mm. No entanto, algumas áreas da região, principalmente próximos às Serras Geral e dos Montes Altos, os acumulados passam de 900 mm.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui