Reprodução / Rádio Cultura

Mesmo com o decreto de isolamento social firmado em Guanambi, a formação de aglomerações por moradores tem sido realidade nas unidades dos Centros de Referência de Assistencial Social (CRAS’s).

O fornecimento da cesta básica é disponibilizado pela secretaria de Assistência Social de Guanambi apenas para moradores que não são beneficiados com nenhum incentivo do governo.

O portaria regulamentando as especificidades da doação das cestas foi divulgada no dia 26 de março. A normativa prevê que  “serão concedidos às famílias e/ou indivíduos inscritos no Cadastro Único para programas sociais, com perfil Bolsa Família, e que até o momento não estejam recebendo nenhum outro benefício, como BPC Benefício de Prestação Continuada, Bolsa Família, Seguro-Desemprego, Aposentadoria ou Pensão”.

No entanto, muitos com a esperança de ganhar uma cesta básica se aglomeram nas portas das unidades do Cras. Por meio de um vídeo gravado pela Rádio Cultura de Guanambi na unidade do bairro Vila Nova é possível ver até crianças no local. Os moradores, não estavam com máscaras e/ou outra item de prevenção.

Uma moradora disse que dormiu com seu filho na fila para receber a cesta básica. No entanto, na manhã desta sexta-feira (03), foi informada que não receberia porquê a quantidade era limitada e só seria disponibilizada para os moradores cadastrados.

A Agência Sertão entrou em contato com o secretário da secretaria de assistência social, mas as ligações não foram atendidas e as mensagens não foram respondidas até o fechamento desta matéria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui