Imagem Ilustrativa / Reprodução / Abrale

Um funcionário das obras de rede de transmissão de energia da empresa Planova está internado no Hospital Nova Aliança, em Guanambi, recebendo cuidados médicos devido às complicações da Covid-19.

O diagnóstico foi feito por meio da realização de um teste rápido, confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde de Urandi, onde provavelmente ocorreu a contaminação. Conforme apurado pela Agência Sertão, o paciente é um homem de mais de 60 anos, com funções de gestão administrativa na empresa. Ele vinha apresentando sintomas da doença nos últimos dias e procurou atendimento na rede privada. Detalhes sobre o estado de saúde não foram divulgados. Este foi o terceiro caso confirmado por meio de teste rápido entre funcionários da empresa em Urandi.

A reportagem apurou também que ele aguardava regulação para ser transferido para o Hospital Geral de Guanambi (HGG) na noite deste domingo (17). Além disso, técnicos da unidade local do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/BA), coletaram material para confirmação do diagnóstico.

Desde de sexta-feira (15), um surto de contaminação pelo novo coronavírus foi detectado entre operários da empresa. O primeiro caso foi confirmado no início da semana por meio de um teste rápido e posteriormente por um exame no Lacen/BA, em Salvador. O paciente é morador de Urandi, mas ficava alojado em Guanambi durante a semana.

Após a confirmação do resultado positivo, os 120 homens alojados em uma pousada alugada pela empresa, localizada no bairro Belo Horizonte, foram submetidos a um teste rápido fornecido pela Planova, dos quais, 16 testaram positivo.

A empresa comunicou o problema à secretaria de Saúde do município e uma equipe da Vigilância Epidemiológica foi ao local, onde reaplicou os testes rápidos oficiais nestes que testaram positivo, sendo que 13 foram confirmados com o coronavírus. Dos 13, três apresentavam sintomas leves e tiveram resultado que aponta que os pacientes estão na fase ativa da doença, os demais teriam se recuperado sem apresentar sintomas. Novas amostras foram coletadas e enviadas ao Lacen/BA, onde aguarda análises.

A Vigilância Epidemiológica determinou que todos os ocupantes do alojamento devem permanecer em quarentena para evitar a propagação do vírus. No entanto, moradores vizinhos ao alojamento afirmaram que alguns dos alojados foram embora na noite desta sexta-feira. Um áudio atribuído a um motorista da empresa, divulgado nas redes sociais, afirma que alguns trabalhadores que moram em cidades vizinhas voltaram para suas casas.

A Planova emitiu um comunicado à população de Urandi, onde afirma que está monitorando e oferecendo assistência a todos os trabalhadores, além aplicar o teste a todos e promover medidas para impedir a disseminação do vírus para outros trabalhadores e para a comunidade.

O comunicado diz que o surto começou em um trabalhador da região, que não esteve em viagem para outros estados. No entanto, segundo apurado pela Agência Sertão, os resultados dos testes rápidos apontam que o único morador da região testado com a doença, provavelmente contraiu o vírus depois de outros colegas moradores de outras regiões, sendo que alguns deles encontram-se em estado tardio da doença.

A secretaria de Saúde e Urandi também acredita que a contaminação inicial começou em outra região.

A Agência Sertão tentou contato com a Planova por meio do telefone disponibilizado no site da empresa, no entanto, a companhia telefônica informou que o telefone estava indisponível. Um e-mail também foi enviado à empresa na manhã deste sábado (16), e até o fechamento desta matéria, os questionamentos não foram respondidos.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui