Imagem Ilustrativa

A prefeitura de Guanambi emitiu um novo decreto relativo às medidas preventivas de contenção ao novo coronavírus (Covid-19). As principais mudanças, em relação ao decreto anterior, são a exclusão da proibição de funcionamentos dos hotéis, pousadas e motéis e a permissão dos cultos religiosos com número limitado de fiéis.

Além disso, o Mercado Municipal voltará a funcionar sem a limitação de horário estabelecidas anteriormente, mantendo a determinação de se controlar a lotação dos espaços. Uma regulamentação para o serviço funerário também foi publicada, mantendo a proibição de velórios em residências e em períodos noturnos, limitando a duração a 4 horas.

Foram publicadas portarias regulamentando o funcionamento dos estabelecimentos e serviços. As regulamentações foram publicadas na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Município.

As demais medidas, como suspensão de aulas e eventos culturais e esportivos foram prorrogadas até 15 de julho.

As igrejas deverão realizar as celebrações com presença de no máximo 30 fiéis. As denominações religiosas deverão apresentar planos de trabalho à Secretaria de Saúde para efetivar a reabertura dos templos.

Os hotéis deverão funcionar com no máximo 50% da capacidade de hóspedes. Áreas de uso comum deverão permanecer fechadas e o serviço de alimentação ficará restrito à atendimento nos quartos. O uso do elevador ficará restrito à uma pessoa por vez ou mais pessoas se forem da mesma família.

Os hotéis e pousadas estão fechados desde meado de março, quando as primeiras medidas restritivas foram tomadas. Já o funcionamento dos motéis foi permitido em meados de abril, antes de serem proibidos novamente, após o surgimento dos primeiros casos no município.

Guanambi registra 73 casos de coronavírus até esta sexta-feira. Ao todo, 43 pacientes são considerados curados da Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui