Reprodução / Achei Sudoeste

Mais seis casos de contaminação pelo coronavírus foram confirmados em Brumado nesta sexta-feira (10). Agora são 253 registros da Covid-19 no município, sendo que 192 pacientes são considerados curados e três evoluíram a óbito.

No momento há um paciente internado e 72 ainda aguardam resultado laboratorial. Desde o início da pandemia, 738 casos suspeitos foram descartados.

Fonte: Prefeitura de Brumado

O município foi um dos primeiros da região a registrar casos da doença na região e chegou a zerar os casos ativos. No entanto, a contaminação voltou com mais intensidade nos últimos dias e o número de casos disparou.

Somente nos últimos 15 dias, 100 novos casos foram diagnosticados no município. No mesmo período, 92 pacientes evoluíram para a cura da doença. O último óbito foi confirmado há quase um mês, no dia 14 de junho.

Veja também: ocupação de UTI´s da Covid-19 chegam a 80% em Vitória da Conquista

Óbitos

O primeiro óbito ocorreu no dia 1º de junho, no Centro de Atendimento do Covid-19. A vítima foi uma mulher de 50 anos e conforme a secretaria de saúde, ela era diabética, hipertensa e obesa. A vítima seria transferida para unidade de saúde do município de Vitória da Conquista, no entanto, durante a transferência, já na saída da cidade, não resistiu e veio a óbito.

A segunda morte em decorrência da Covid-19 ocorreu no dia 10 de junho. A vítima foi um idoso de 77 anos que não resistiu às complicações da doença. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Vitória da Conquista.

Já o 3º óbito ocorreu no dia 14 de junho. O paciente tinha 61 anos de idade e era hipertenso e cardiopata. Ele era morador da comunidade de Lagoa Funda, zona rural do município e estava internado no Hospital das Clínicas de Conquista (HCC).

Canais de atendimento

A Secretaria Municipal de Saúde criou um canal de comunicação direto com a população para tirar dúvidas sobre a Covid-19 e atender pessoas que apresentem sintomas característicos.

A Central de Informação Covid está disponível de domingo a domingo, de 8h às 20h, através dos telefones: (77) 9.9961-0107; (77) 9.9961-0110; (77) 9.9961-0115; (77) 9.9961-0118; (77) 9.9961-0119; (77) 9.9961-0128; (77) 9.9961-0131e (77) 9.9961-0402.

“Antes de procurar atendimento, ligue na central e garanta a sua segurança e de todos!” – alerta a secretaria.

Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.867 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de + 2,9%), 55 óbitos (+2,4%) e 2.828 curados (+4,1%). Dos 101.186 casos confirmados desde o início da pandemia, 71.926 já são considerados curados, 26.877 encontram-se ativos e 2.383 tiveram óbito confirmado.

As confirmações ocorreram em 397 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (42,31%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.484,34), Itajuípe (2.318,09), Ipiaú (1.879,10), Lauro de Freitas (1.664,48) e Itabuna (1.588,95).

O boletim epidemiológico contabiliza 101.186 casos confirmados, 198.550 casos descartados e 101.253 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira (10).

Na Bahia, 10.997 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Todos os dados estão disponíveis no Painel Epidemiológico (bi.saude.ba.gov.br/transparencia/). Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.368 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.532 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 65%. No que se refere aos leitos de UTI adulto, dos 915 leitos exclusivos para o coronavírus, 725 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 79%. A região Extremo-Sul da Bahia possui a maior taxa de ocupação, com 96% dos leitos de UTI ocupados, seguida da região Oeste, com 90%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

A partir de hoje, 10 de julho, a Sesab divulga mais uma ferramenta estatística para avaliar a tendência, denominada de média móvel, como pode ser vista no gráfico 4 do boletim. Nos últimos sete dias, verifica-se uma tendência de aumento mais evidente nos casos confirmados, enquanto que os casos ativos apresentam-se com evolução mais discreta.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui