Divulgação / Prefeitura

Os dados divulgados neste terça-feira (28) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que houve diminuição dos postos de trabalho com carteira assinada pelo quarto mês consecutivo em Vitória da Conquista.

No primeiro semestre de 2020 foram fechados 2.337 postos de trabalho no município. Foram 8.440 admissões contra 10.777 demissões no período. O pior resultado foi em abril, quando 1.882 trabalhadores perderam a carteira assinada.

Apesar dos números negativos, o mês de junho teve o melhor desempenho desde o início da pandemia. O número de postos de trabalho fechados foi de 152, ante 687 no mês de maio.

Os setores de serviços e comércio foram os mais afetados. O primeiro perdeu 1.362 vagas formais, com destaque para o setor de transporte e armazenagem com 606 postos fechados e para o setor de alimentação e hospedagem com menos 461 trabalhadores. O setor de comércio teve saldo negativo de 838 vagas.

São justamente estes setores os mais afetados pela pandemia do coronavírus. Mesmo com o comércio aberto desde o início de junho, muitos setores sofrem com o baixo movimento devido à suspensão de aulas, eventos de todo o tipo e outras restrições, além do cenário de incerteza da população.

A indústria demitiu 134 trabalhadores a mais do que contratou e o setor da construção civil se manteve em estabilidade, com redução de 13 postos de trabalho no semestre. A agropecuária foi o único setor com salto positivo, sendo criadas 10 novas vagas no período.

O número de postos de trabalho com carteira assinada fechados em 2020 na cidade é maior do que o saldo de todo o ano de 2019, quando 972 pessoas foram inseridas no mercado de trabalho. Considerando apenas o primeiro semestre e 2019, foram fechadas 37 vagas formais em Vitória da Conquista.

A queda na oferta de emprego formal também atingiu outros municípios da região. Em Guanambi foram fechados 100 postos de trabalho no período, já em Brumado foram 726 postos a menos e em Itapetinga 767.

Em todo o Estado da Bahia o saldo é de menos 60.391 vagas este ano até agora. Também negativo, o mês de junho terminou com mais estabilidade do que os meses anteriores. Enquanto março teve fechamento de 15.279 postos, abril 35.415, maio 17.779, no último foram 2.533 vagas fechadas no Estado.

Os números gerais do país geraram animação quanto à retomada da economia. Foram fechadas 10.984 em junho, quantitativo bem menor do que os 200 mil esperados pelo Governo. Mesmo assim, quase 1,2 milhões de empregos formais foram encerrados no primeiro semestre.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui