25.3 C
Guanambi
DestaquesCemitério de Guanambi atingiu capacidade máxima
sábado, 12 junho, 2021

Cemitério de Guanambi atingiu capacidade máxima

Área aberta para novas sepulturas pode ser suficiente para apenas quatro meses de sepultamento

- Advertisement -

Últimas Notícias

- Advertisement -
- Advertisement -

O Cemitério de Guanambi (Cemitério Santo Antônio) chegou ao seu limite de ocupação no decorrer desta semana. Familiares que perderam entes queridos tiveram dificuldades para enterrar os corpos devido à lotação do lugar. Por essa razão, uma área murada na parte da frente do local foi anexada para receber novas sepulturas.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura, considerando a média mensal de 25 sepultamentos, a nova área deve atender a demanda por aproximadamente quatro meses. Nesse intervalo de tempo, a prefeitura terá que concluir a compra de um novo terreno e construir a estrutura mínima para iniciar o funcionamento do novo cemitério.

Área aberta para novas sepulturas fica na parte da frente do cemitério

O cemitério atual ocupa uma área de aproximadamente cinco hectares e a área aberta possui apenas cerca de 350 m². O espaço estava murado e não havia certeza por parte da prefeitura de sua titularidade. Após visita do prefeito Jairo Magalhães, uma máquina derrubou parte do muro e iniciou o processo de limpeza para a abertura das novas sepulturas nesta sexta-feira (31).

Todos os espaços disponíveis no cemitério estão ocupados. A maioria dos terrenos foi adquirida por famílias que construíram seus jazidos. Uma outra parte reservada para sepultamento de pessoas carentes está totalmente ocupada.

Muros foram abertos para ampliar área – Foto: Agência Sertão

A solução será a construção de um novo cemitério, no entanto, a iniciativa esbarra na disponibilidade e nos altos valores de terrenos próximos à cidade, pois um cemitério muito distante do perímetro urbano torna mais difícil a realização dos sepultamentos.

Durante a semana, moradores reclamaram da falta de espaço para sepultamento de familiares. Na quarta-feira (29), uma denúncia circulou pelas redes sociais e emissoras de rádio da cidade – “O Cemitério de Guanambi colapsou”. A responsável pelas queixas explica que um funcionário do cemitério precisou remover uma caixa d’água para obter duas vagas.

Uma outra moradora relatou nesta sexta-feira (31) que recebeu a notícia de não ter espaço no Cemitério e por isso, deveria pagar um Cemitério particular para enterrar um ente querido.

Segundo a denunciante, o corpo de sua tia estava em processo de translado para Guanambi e foi ela foi informada pela gestão do cemitério que não teria mais espaços para sepultamentos no local. “Só queremos enterrar minha tia e não temos condições de pagar R$ 3 mil reais para colocar no outro cemitério (particular). A gente tem o terreno dos meus avós, lá cabe três e já tem quatro”, desabafou a moradora.

O Cemitério Municipal de Guanambi fica localizado na Rua Carlos Drummond de Andrade, ele é o único público no município. Há ainda um privado localizado às margens da BA-573, rodovia que liga Guanambi ao município de Matina. Também há a previsão da construção de um novo cemitério privado, inclusive com crematório, que deve ser construído às margens da BR-030, na saída para Palmas de Monte Alto.

- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -