Foto: Agência PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) adquiriu uma nova cadela para atuar na Superintendência Regional na Bahia. A mais nova integrante do Grupo de Operações com Cães (GOC/BA) veio de um canil em Goiânia (GO), que é especializado na criação deste tipo de animal e permaneceu em treinamento por 2 meses no GOC (DF).

A cadela se chama Ruth, da raça Pastor Belga Malinois, que é uma das mais indicadas neste tipo de serviço de sinalização de ilícitos, pois assimilam com mais rapidez e eficiência os comandos dos treinadores, além de possuírem um olfato mais apurado.

Ela chegou em agosto e já integra a equipe do GOC/BA, que sentiu a perda precoce do K9 Holmer, que em razão de uma enfermidade que comprometeu seu sistema de saúde, foi necessária sua aposentadoria com apenas 4 anos de idade .

Com a nova aquisição, o GOC passa a atuar com três K9 (Ruth, Fridel e Raia).

Os policiais rodoviários federais lotados no GOC, possuem formação em curso especializado da PRF para atuar com cães farejadores, e que pela natureza da atividade acabam criando um forte vínculo com o cão. O K9 atua como uma extensão do policial nas ações, uma verdadeira relação de confiança e parceria.

A K9 Ruth já auxiliou os policias em duas operações na BR-242 em Barreiras, No início de agosto ela participou da ação que resultou na apreensão de cerca de 5,42 Kg de cocaína, 8,58 Kg de crack e mais 4,31 Kg de maconha, durante abordagem a um veículo VW/Gol Power, com placas de Barreiras (BA). Um homem foi preso.

Nesta segunda-feira (10), K9 Fridel, Raia e Ruth ajudaram a localizar aproximadamente 22 kg de maconha escondidos dentro de dois ônibus de turismo que tinham como destino cidades do Nordeste. Os flagrantes ocorreram durante fiscalização da PRF no KM 800 da BR 242. Durante revista no bagageiro dos veículos os animais sinalizaram positivamente para a presença de ilícitos nas bagagens dos passageiros.

Cão Holmer

O K9 Holmer participou de diversas missões de combate ao crime na Bahia, entre elas integrou as equipes de policiamento e fiscalização durante o evento sul-americano da Copa América 2019, especialista no faro de armas e drogas, sempre se destacando pela disposição e pelo faro aguçado.

Em razão de uma enfermidade o cão passou por um longo período de tratamento e apresentou melhora significativa, porém não recuperou totalmente a vitalidade para o trabalho policial, sendo necessária sua aposentadoria.

Atualmente, ela encontra-se em uma ampla propriedade rural onde já residem 30 cães, todos vivendo em harmonia e bem tratados, no que tange à alimentação, a saúde, aos cuidados veterinários, mas, principalmente ao amor e atenção dos seus cuidadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui