Divulgação / SSP-BA

Oito pessoas foram presas em Salvador, por tráfico de drogas em raves e boates. Os acusados são estudantes de faculdades particulares de Salvador e empresários do ramo de bebidas. As prisões ocorreram na manhã desta terça-feira (25), pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Os oito mandados de prisão preventiva foram cumpridos em Salvador, um deles contra um detento no Complexo Penitenciário de Mata Escura.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA), as investigações foram iniciadas há um ano e meio, após equipes da Coordenação de Narcóticos do Draco, descobrirem um esquema de venda de entorpecentes, através dos Correios. Drogas eram enviadas pelo serviço de Sedex.

“Eles faziam todo o acerto de valores e quantidades pelo Instagram. Depois, enviavam as mercadorias ilegais”, contou o titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) da RMS, delegado Alexandre Galvão, responsável pela investigação. Acrescentou ainda que os criminosos vendiam os entorpecentes em festas rave, boates e em eventos particulares.

Alvos

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em Salvador, nos bairros de Rio Vermelho, Ondina, Vitória, Bonfim e Mata Escura, e na cidades de Lauro de Freitas.

Na cela, com o detento, foram apreendidos três celulares, sete pacotes de maconha e uma faca. “Esse grupo, em uma noite, chegava a vender 50 mil reais em drogas sintéticas”, completou Galvão.

Com outros integrantes da quadrilha, os policiais civis apreenderam dois veículos de luxo (carro da marca Audi e uma motocicleta da marca Harley Davidson), um automóvel modelo Kwid e comprimidos de ecstasy.

“Estamos semanalmente combatendo o tráfico de drogas, na Bahia, independentemente da classe social”, ressaltou a titular da Coordenação de Narcóticos, delegada Andréa Ribeiro.

Fonte: Ascom / SPP-BA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui