Agência PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia encerrou, na última terça-feira (02), a quinta fase da Operação Tamoio, que teve como foco intensificar as ações de policiamento orientado por inteligência, visando incrementar o enfrentamento qualificado à criminalidade e o aumento da percepção de segurança nas rodovias federais.

A ação que se iniciou nas primeiras horas do dia 27 contou com efetivo especializado e capacitado no combate ao tráfico de entorpecentes e demais ilícitos penais. Durante os sete dias de atividades, o policiamento foi auxiliado com informações de inteligência policial que tornaram as abordagens mais assertivas. A ideia foi ‘sufocar’ a estrutura logística e financeira do movimento das organizações criminosas.

A PRF na Bahia fiscalizou mais de 2 mil veículos e consultou mais de 4 mil pessoas.

Relacionado ao tráfico de drogas, os criminosos tiveram um prejuízo de quase R$ 3 milhões com a apreensão de 29 quilos de cocaína, 53 quilos de maconha e mais 7 quilos de crack. Em uma das ocorrências, a PRF apreendeu 12 Kg de cocaína dentro do pneu estepe de um carro. O flagrante aconteceu na noite do último domingo (30), em trecho de Jequié (BA), durante abordagem a um Pajero Sport, com placas de São Paulo. Dois homens foram presos.

Ainda, 77 veículos com registro de roubo ou furto foram recuperados. Outros 64 veículos adulterados foram apreendidos no período, o que representa o esforço da instituição no enfrentamento as fraudes veiculares. Esse expressivo número de veículos recuperados alavancaram os resultados da Operação realizada em todas as regiões do Brasil.

Merece destaque também o resgate de 66 filhotes de caninos da raça shih tzu, durante uma abordagem na BR 242, em Itaberaba, na Região da Chapada Diamantina. Os animais estavam aglomerados em caixas plásticas, distribuídos no banco traseiro e porta-malas de um automóvel Prisma.

O caso ocorreu sexta-feira, 28 de agosto, em Itaberaba, região da Chapada Diamantina. O carro era conduzido por um homem de 56 anos que relatou aos policias ter saído com os animais da cidade de Goiânia (GO) e pretendia comercializá-los em petshops de Salvador, Recife e Petrolina. Diante da situação degradante em que se encontravam os animais, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), previsto na Lei 9.605 – Lei de Crimes Ambientais.

A quantidade de pessoas detidas alcançou 169, por crimes como tráfico de drogas, contrabando, roubo, receptação de veículo, mandados de prisão em aberto, uso de documento falso. Destas, 128 estão relacionadas a crimes ambientais, fato que também chamou atenção nessa edição da Tamoio, pois no decorrer da operação foram resgatados 500 animais silvestres e 6 exóticos.

Muitas das aves são vendidas em borracharias, oficinas e outros estabelecimentos que ficam às margens das rodovias, alimentando o comércio ilegal e o tráfico desses animais. Destaca-se no contexto do estado baiano, a PRF segue intensificando as ações relacionadas ao tráfico de animais silvestres tanto pelo fato da Bahia apresentar uma grande diversidade da fauna brasileira como pelo fato do estado ser a principal rota entre a região Sudeste e os demais estados do Nordeste.

Além disso foram apreendidos 31,70 m³ de madeira beneficiada que estava sem a devida documentação ambiental válida. Para o transporte de qualquer produto de origem florestal é necessário a apresentação do DOF (Documento de Origem Florestal) que é expedido pelo IBAMA. Nesses casos tanto o vendedor, o transportador e o condutor são enquadrados pelos crimes previstos na Lei Nº 9.605/98. É formalizado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e os responsáveis se comprometem a comparecer em audiência do Juizado Especial Criminal (JECRIM), para responderem por suas condutas. Além disso, é instaurado um procedimento administrativo pelo órgão ambiental com a aplicação de multas e outras penalidades.

A Operação Tamoio está em sua quinta fase e é realizada pela PRF simultaneamente em todo país. O objetivo principal é enfraquecer as organizações criminosas que atuam em todo território nacional e garantir maior segurança à população.

Via Agência PRF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui