Imagem Ilustrativa / Reprodução

Os 147,9 milhões de eleitores brasileiros poderão votar no dia 15 de novembro em mais de meio milhão de candidatos a vereador. Eles concorrem às 56.389 cadeiras nas câmaras municipais de 5.568 municípios de 26 estados. A relação é de 9,03 candidato por vaga.

Somando-se aos 38.366 candidatos a prefeito e vice-prefeito, são 547.467 pessoas que se registraram por meio de partidos para concorrer aos cargos municipais. Ao todo, 22.197 são candidatos à reeleição.

Veja também: PSL e PT estão juntos nas eleições em vários municípios

Do total de candidaturas, até a manhã desta terça-feira (29), 144 candidatos foram considerados inaptos e já estão fora da disputa. Noventa pessoas apresentaram renúncia da candidatura, 51 não tiveram conhecimento do pedido, dois cancelaram o registro e um candidato faleceu.

O prazo para registro das candidaturas terminou no último sábado (26) e a campanha eleitoral começou neste domingo (27). Qualquer candidato, partido político, coligação ou o Ministério Público pode impugnar os pedidos de registro de candidatura dentro do prazo de cinco dias após os cartórios eleitorais procederem a publicação dos editais de candidaturas.

O mesmo prazo vale para qualquer cidadão em gozo de seus direitos políticos dar notícia de inelegibilidade de candidato. Depois deste prazo, a Justiça Eleitoral tem até 26 de outubro para julgar todos pedidos de registros e as impugnações apresentadas.

Em relação a 2016, houve um aumento de 10,2% no número de pedidos de registro de candidaturas. Na ocasião, 496.927 registros foram computados, quase 28 mil candidatos foram considerados inaptos e não conseguiram concorrer.

Em relação a gênero, houve um ligeiro aumento de candidatas do sexo feminino. Em 2016 elas correspondiam a 31,9% das candidaturas, em 2020 este percentual é de 33,1%. São 181.476 mulheres e 365.991 homens disputando os cargos eletivos.

Todos os 33 partidos regularizados no país registraram candidaturas. O MDB é o partido com mais candidatos, 44.485 no total, seguido pelo PSD, com 39.169 nomes, e pelo PP, com 37.977 candidatos. O PCB, PCO e o estreante UP são as siglas com menos candidatos, 76, 88 e 133 respectivamente.

Com relação a cor/raça, 47,76% dos candidatos se declaram brancos, 39,45% pardos e 10,46% pretos. Indígenas correspondem a 0,4% das candidaturas e amarelos a 0,36%. 1,58% dos candidatos não informaram a cor/raça.

Entre os candidatos 24,38% possuem ensino superior completo, 4,47% iniciaram mas não completaram o curso. 38,12% ensino médio completo e 4,96% incompleto. 12,19% possuem o ensino fundamental completo e 12,75% incompleto. 3,13% sabem ler e escrever e 20 candidatos se declararam analfabetos.

Agricultor é a ocupação mais frequente dos candidatos, eles correspondem a 6,84% do total. Servidores públicos municipais são 6,44% e empresários 6,01%.

Eleições 2020

As eleições serão realizadas no dia 15 de novembro. O adiamento ocorre em função da pandemia do coronavírus e acarretou mudanças no calendário eleitoral.

Nas Eleições Municipais de 2020, pela primeira vez, candidatos ao cargo de vereador não poderão concorrer por meio de coligações. O fim das coligações na eleição proporcional foi aprovado pelo Congresso Nacional por meio da reforma eleitoral de 2017. Com isso, o candidato a uma cadeira na câmara municipal somente poderá participar do pleito em chapa única dentro do partido ao qual é filiado.

Para o cargo de prefeito, continua sendo possível a união de diferentes partidos em apoio a um candidato.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui