Foto: Tiago Marques / Agência Sertão

Na sessão da última quarta-feira (14), realizada por meio eletrônico, os conselheiros e auditores do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) aprovaram, com ressalvas, as contas da Câmara de Vereadores de Brumado, relativas ao exercício financeiro de 2019.

Segundo o site Achei Sudoeste, o conselheiro Raimundo Moreira, relator do parecer, multou o vereador Leonardo Quinteiro Vasconcelos (DEM), presidente da câmara, em R$ 5 mil pelas ressalvas destacadas após a análise técnica das contas.

O relatório indicou o cometimento de irregularidades em processos licitatórios, diante da ausência de razão para escolha de fornecedor e de justificativa de preço na contratação de empresa especializada em auditoria, em contas anuais do exercício de 2015, no valor de R$ 63.300,00; e da ausência de cotação de preços para aquisição de bens e serviços de limpeza e conservação, no montante de R$ 439.503,81.

A câmara recebeu, a título de duodécimos, a quantia de R$ 6.269.488,76, enquanto a despesa orçamentária realizada alcançou R$ 5.499.289,24, respeitando, assim, o limite previsto no artigo 29-A da Constituição Federal.

Ao final do exercício, foi recolhida aos cofres municipais a importância de R$ 770.199,52. A despesa com pessoal foi no montante equivalente a R$ 3.651.873,31, que correspondeu a 2,13% da Receita Corrente Líquida Municipal de R$ 171.454.742,54, não ultrapassando o limite de 6% definido na Lei de Responsabilidade Fiscal. A decisão ainda cabe recurso.

Município de Lagoa Real 

As contas do município de Lagoa Real também foi analisada nesta quarta-feira e o prefeito da cidade terá que ressarcir mais de 50 mil reais para os cofres públicos. A sanção foi aplicada após o político provocar danos ao erário, decorrentes do atraso na quitação de obrigações previdenciárias no exercício de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui