O Instituto Nacional de Meteorologia, por meio do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS), emitiu alertas de classificação laranja para “Perigo” devido a temporais no Sul e parte do Sudoeste da Bahia, Norte, Noroeste, Vale do Jequitinhonha e Triangulo Mineiros. Outros alertas da mesma classificação estão válidos para o Tocantins e boa parte dos estados da Região Centro Oeste do país.

Nesta regiões podem ocorrer chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h). Risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas. As recomendação são para evitar se abrigar e estacionar veículos próximo a árvores, redes elétricas e placas de publicidade. Em caso de tempestades, recomenda-se desligar os aparelhos eletrônicos da rede de energia.

As condições climáticas devem ficar favoráveis para ocorrência de tempestades nestas regiões pelo menos até o início da tarde desta terça-feira (27). As instabilidades são fruto da ação de um ciclone subtropical, formado neste domingo (15), na costa brasileira, com potencial para ser classificado como tempestade tropical.

O ciclone já provocou chuvas volumosas em cidades do litoral entre o Norte do Rio de Janeiro e o Norte do Espírito Santo, e seus efeitos começam a ser sentidos com mais intensidade nesta segunda-feira no Norte de Minas e Bahia.

Previsão de chuva para os próximos 10 dias – Fonte: Windy

Para os próximos 10 dias, os acumulados de chuva nos municípios metade norte de Minas e na Metade sul da Bahia deve superar os 150 mm, podendo chegar a 200 mm em algumas localidades.

Na Bahia, o volume de chuva nas últimas 48 horas supera os 50 mm em algumas localidades. Em Candido Sales, na divisa da Bahia com Minas Gerais, o acumulado de chuva nas últimas 24 horas passa de 70 mm, em Rio de Contas, na Chapada Diamantina, foram registrados quase 60 mm e em Vitória da Conquista choveu mais de 50 mm nesta segunda-feira.